Avancini/Novak (open) e Raiza/Margot (ladies) vencem o 8º Brasil Ride

As três duplas mais rápidas da Brasil Ride caem na água depois do fim da prova. Foto: Fabio Piva / Brasil Ride

Por Verônica Mambrini

Porto Seguro (BA) – Acompanhe a oitava edição da Brasil Ride, principal ultramaratona de MTB das Américas. A prova teve início neste domingo (15), com a realização do prólogo nas ruas e trilhas de Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro.

21 de outubro – A dupla de campeões da open na Brasil Ride, formada pelo brasileiro Henrique Avancini e o tcheco Jiri Novak, levou o título de 2017 da Brasil Ride com 5min12 de vantagem para Michele Casagrande e Fabian Rabensteiner. Novak é o primeiro ciclista a ganhar três títulos nas oito edições. Já Avancini se torna agora bicampeão da prova. Apesar de Fabian ter sido vencedor da penúltima prova, cerca de um minuto à frente de Jiri, Avancini conseguiu excelente vantagem para Michele e a diferença, que era de 10 segundos para a dupla europeia, virou 21 segundos para a parceria tcheco-brasileira.

Na categoria Ladies, Raiza Goulão e a francesa Margot Moschetti venceram os sete estágios da Brasil Ride, com quase 3 horas de distância para as segundas colocadas. Bicampeã da prova, Raiza afirma que a parceria com Margot foi complementar. “Foi uma surpresa correr com a Margot, porque o entrosamento foi perfeito. A Margot é forte no plano e na subida, enquanto nas partes técnicas eu a ajudei”, disse Raiza.

Avancini e Jiri fazem graça depois ao vencer a 8ª Brasil Ride. Fabio Piva / Brasil Ride

20 de outubro – A sexta etapa do Brasil Ride foi vencida pelo italiano Fabian Rabenstein, seguido pelo tcheco Jiri Novak e pelo holandês Hans Becking, com menos. Diferente das outras etapas, essa é um circuito de XCO repetido quatro vezes, totalizando 30,1 km. É a única etapa em que as duplas não precisam correr e chegar ao mesmo tempo. Henrique Avancini chegou em quarto lugar. O resultado da dupla é uma média dos tempos, e na somatória final, a dupla deve continuar ainda com uma boa vantagem para a etapa final, amanhã.

Fabian Rabenstein vence a 6ª etapa do Brasil Ride 2017. Foto: Fabio Piva/ Brasil Ride

19 de outubro – Na quinta etapa do Brasil Ride, a vitória foi da dupla dos italianos Michele Casagrande e Fabian Rabensteiner, com marcação cerrada e decisão nos metros finais. As duas equipes disputando o título cruzaram juntas a linha de chegada em Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro. Avancini e Novak chegaram imediatamente após os italianos, com diferença de apenas 11 segundos entre eles. A segunda equipe da Trek Selle San Marco, formada por Andrea Righettini e Samuele Porro, ajudou na marcação. No feminino, a dupla Raiza Goulão e Margot Moschetti, da França, levou a quinta vitória em cinco disputas.

Luis Leão (POR) e Soren Nissen (DIN), que não estão na briga pelo título, e Michele Casagrande e Fabian Rabensteiner, vencedores da etapa. Foto: Fabio Piva

18 de outubro – Michele Casagrande e Fabian Rabensteiner tomaram novamente a liderança. Ao abrir 10 segundos na ponta, os italianos da Trek cruzaram 11 segundos à frente de Avancini e Novak. A vitória da quarta etapa foi de Luis Leão (POR) e Soren Nissen (DIN), que não estão na briga pelo título. Com quase uma hora de diferença das segundas colocadas, Raíza e Margot estão cada vez mais perto do título.

Usando a equipe reserva na estratégia de mercação, italianos da Trek garantiram vitória sobre Avancini e Novak. Foto: Fabio Piva/ Brasil Ride

17 de outubro – A terceira etapa do Brasil Ride foi bem dura. Dia com altimetria forte, de mais de 2.600 metros, concentrados num trecho curto, de 74 km. Mas foram os trechos técnicos, com muito singletrack, raízes e obstáculos que desafiaram muitos competidores. Para vários competidores as quedas foram o fim do Brasil Ride. Avancini e Novak venceram a 3ª etapa, com 2 segundos de vantagem para os italianos Porro e Rabensteiner e são os novos líderes, com 1 segundo apenas de diferença. Raiza Goulão e a francesa Margot Moschetti mantiveram a liderança em busca do título da Brasil Ride 2017.

Depois de perder uma etapa, Bart Brentjens recupera a liderança na máster, com Thiago Aragão. Foto: Ney Evangelista/ Brasil Ride

16 de outubro – Mudança na liderança: na categoria open, com mais de quatro minutos à frente dos segundos colocados, a etapa foi dos portugueses Tiago Ferreira e José Silva. Os duros 130 km entre Arraial d’Ajuda e Guaratinga foram completados na sequência pelos italianos Michele Casagrande e Fabian Rabensteiner, atual campeão do evento, seguidos de Henrique Avancini e o tcheco Jiri Novak. Na master, também teve virada. O holandês Bart Brentjens e Abraão Azevedo, perderam a liderança com mais de 12 minutos de desvantagem para os novos líderes, os tchecos Robert Novotny e Fojtik Ondrej. Bart e Abraão foram tetracampeões seguidos entre 2013 e 2016. No feminino, venceram novamente a etapa e Raiza Goulão e Margot Moschetti, que seguem na liderança.

Pódio da segunda etapa do Brasil Ride 2017, em Guaratinga (BA). Foto: Fabio Piva

15 de outubro – Os 21 km do prólogo abriram o Brasil Ride abriram a prova com tempo perfeito. No Open, chegaram em primeiro lugar o holandês Hans Becking e o dinamarquês Sebastien Carstensen. Com apenas 26 segundos de diferença, vieram o brasileiro Henrique Avancini e com o checo Jiri Novak. A terceira dupla a completar a etapa foram os italianos Samuele Porro e Andrea Righettini. No feminino, a campeã de 2015, Raiza Goulão Henrique, dominou o Prólogo, ao lado da francesa Margot Moschetti. Em segundo, veio a dupla formada por Roberta Stopa e Mariana Marques, com pouco mais de um minuto de diferença. O terceiro lugar foi alemão, com a dupla Ivonne Kraft e Naima Diesner.

Raíza Goulão, junto com a francesa Margot Moschetti, levaram a primeira etapa do Brasil Rise. Foto: Marina Magalhães

Veja mais fotos e vídeos em instagram.com/bicycling_brasil