Bikes “retrô” bem pensadas para a cidade

A marca Studio Vila começou restaurando bikes antigas, e atualmente produz três modelos retrô

A Studio Vila Diva (Foto: Fernando Siqueira)
Por Verônica Mambrini

Esta belezura brasileira (da marca Studio Vila) não se chama Diva à toa: o modelo com ar vintage do Studio Vila traz glamour em cada detalhe. A marca baseada em São Paulo começou com restauração de bicicletas antigas, oferecendo toda a doce experiência em desempoeirar magrelas encostadas em um canto de garagem. Hoje eles já são especialistas na fabricação de bikes retrô.

A expertise adquirida nos últimos é agora emprestada a essas bikes retrô lançadas neste ano, com três versões cujos nomes homenageiam bairros paulistanos (os outros se chamam Madalena e Matilde). O quadro com top tube rebaixado é em aço, desenhado para um uso urbano elegante.

Veja também: Bike elétrica, estilosa e com autonomia de 100 km

Vem com rodas aro 700 (que comportam pneus com largura de 28 a 35 mm), bagageiro, para-lamas e protetor de corrente, com uma relação de peso bem favorável para bicicletas desse perfil e material. O pedivela de design próprio gira com grupo Shimano Tourney de 7 velocidades e catraca Mega Range para ajudar nas ladeiras mais íngremes. Com selim e manetes com acabamento em couro, tem opções de pintura nas cores preto, amarelo, azul claro e verde-água, com camada dupla de verniz no acabamento.

O mais bacana: diversos detalhes podem ser customizados, da pintura aos acessórios.

R$ 2.600; 13 kg (tamanho 48) | studiovila.com