Campeã mundial de MTB é premiada por filme em que segue o rastro do pai, morto no Vietnã

Rebecca Rusch ganhou o Emmy por seu documentário Blood Road

campeã mundial de mtb
Rebecca Rusch comemora o primeiro lugar na Leadville Trail100 miles, em 2011 (Foto: Hyoung Chang/The Denver Post via Getty Images)

Rebecca Rusch é conhecida por sua capacidade endurance no ciclismo. Campeã mundial de MTB 24 horas, ela recentemente foi premiada pelo filme Blood Road, em que segue o rastro de seu pai, morto na Guerra do Vietnã

Nesta semana, a ciclista norte-americana Rebecca Rusch — que é conhecida como Queen of Pain (ou Rainha da Dor) –, campeã mundial de MTB 24 horas e dona de diversos recordes no ciclismo de longa distância, somou mais um título à sua carreira: o Emmy, um prestigioso prêmio atribuído a programas e profissionais de TV.

Rebecca: de campeã mundial de MTB a estrela de documentário premiado

campeã mundial de mtb
Rebecca comemorando a vitória no Emmy (Foto: Red Bull)

Rebecca levou para casa o prêmio (em Melhor Design Gráfico e Direção de Arte) por seu documentário Blood Road (2017), uma produção da Red Bull Media House. “É muito bom poder ser consagrada por algo em que todos derramaram seus corações e almas”, disse a campeã mundial de MTB 24 horas.

Para o diretor Nicholas Schrunk, “Blood Road é uma história sobre as cicatrizes, tanto físicas quanto emocionais, que a guerra deixa nas famílias, países e culturas, e como elas ainda existem hoje.”

Leia também: A bicicleta no festival de cinema outdoor Rocky Spirit

O pai desta campeã mundial de MTB, Stephen Rusch, foi um piloto da Força Aérea dos Estados Unidos, que lançou bombas e napalm no país asiático como parte da missão de guerra, até ser morto, em 1972, depois que seu avião foi abatido na região do Laos. Ela tinha apenas 3 anos de idade.

Em 2015, Rebecca partiu em uma jornada para encontrar o local do acidente de seu pai, que mesmo em missão de guerra mandava cartas para casa terminando com a mensagem “seja bom”.

Com uma equipe de filmagem, ela pedalou quase 2 mil km pela trilha Ho Chi Minh, cruzando as florestas do Vietnã, Laos e Camboja.

“Eu nunca pensei que venceria um Emmy, é como ganhar uma medalha olímpica em documentários”, disse Rebecca, ao levantar o troféu. “Meu pai ainda continua a me presentear. Este foi um momento incrível, e vou seguir fazendo o bem, sendo uma pessoa boa”, garantiu.

Assista a Blood Road na íntegra clicando AQUI.