Ciclista é atropelado, tem bike arrastada e sofre agressão verbal em SP

Este caso aconteceu na capital paulista em pleno domingo, quando, teoricamente, o trânsito deveria estar “mais tranquilo”  

A bicicleta presa embaixo do carro, o que impossibilitou a fuga (Foto: via Facebook)

Um ciclista é atropelado em São Paulo propositalmente. E em pleno domingão, quando, teoricamente, o trânsito deveria estar mais tranquilo. Este caso abominável aconteceu no último domingo (23 de outubro). A vítima, Guilherme Pimentel, fez questão de compartilhar abertamente em suas mídias sociais, para mostrar sua indignação com o momento de ódio que o país está vivendo.

Enquanto pedalavam pela Avenida Doutor Abraão Ribeiro, entre os bairros do Bom Retiro e da Barra Funda, na zona central da cidade de São Paulo, Guilherme e a namorada, além de serem propositalmente atropelados por um veículo, que ainda tentou fugir do local, sofreram agressões verbais de um motorista que parecia estar completamente fora de suas faculdades mentais.

Leia também:

Marca de 26 metros que indica o quanto a bicicleta foi arrastada no asfalto (Foto: via Facebook)

Ciclista é atropelado

“Não foi acidente”, reportou Guilherme no Facebook. “Nós pedalávamos na faixa da direita, na via destinada aos ônibus, em velocidade compatível com o trânsito local (cerca de 30 km/h), quando um carro dirigido por um senhor totalmente descontratado se aproximou por trás e começou a buzinar.”

Segundo Guilherme, naquele momento não era possível dar passagem. “A faixa do lado estava ocupada por uma fila de carros em movimento. Também seria arriscado jogarmos as bikes para perto da calçada”, explicou.

Após três buzinadas, sem obter sucesso, o motorista então avançou com o carro sobre os ciclistas. “Foi intencional”, escreveu Guilherme. Sua companheira ainda teve tempo de jogar a bicicleta para a calçada. Já Guilherme, ao sentir o tranco na roda traseira, pulou da bicicleta e, por sorte, escapou ileso do atropelamento. Sua bicicleta, no entanto, ficou presa embaixo do veículo.

Como reportado em um post no Facebook, Guilherme contou que o motorista ainda tentou fugir, arrastando sua bicicleta por quase 30 metros sob o veículo. “Ele só desistiu de fugir porque percebeu que não conseguiria fazer isso com a bicicleta presa debaixo carro”, relatou.

Estado em que ficou a bicicleta de Guilherme (Foto: via Facebook)

Agressão verbal

Ao descer do carro, o motorista ainda chegou a gritar com os ciclistas. “Vocês deveriam estar na calçada, não aqui na via”, disse o motorista, soltando palavras de ordem e ódio, segundo Guilherme.

Guilherme, que costuma utilizar a bicicleta toda semana para ir e voltar do trabalho, cruzando a cidade da zona norte até a zona sul, disse que no veículo também estava a bordo uma criança, que, claro, ficou em estado de choque com toda aquela situação.

Até o momento, sabemos que Guilherme seguiu os trâmites legais, mas não tivemos informações se o motorista chegou a ser detido ou teve que pagar fiança. A vítima agora espera o ressarcimento dos danos sofridos na bike para não precisar levar o caso à Justiça.

Uma situação lamentável e que, infelizmente, ainda temos que enfrentar nas ruas.