Ciclista impostor: fugitivo pedala pelo Japão para driblar a polícia

O japonês Junya Hida pedalou centenas de quilômetros por seu país enquanto a polícia o procurava. Foi finalmente capturado no último fim de semana

Fugitivo: Junya pagando de ciclista bom moço durante a viagem

O japonês Junya Hida, de 30 anos, é um verdadeiro ciclista impostor: ele frustrou uma perseguição policial durante 50 dias se passando por cicloturista.

Junya é suspeito de crimes de roubo e até estupro, segundo o site da Bicycling USA. Em agosto, ele escapou da prisão em Osaka. Então supostamente roubou uma bicicleta e se mandou para a estrada. O ciclista impostor conheceu um homem, que também pedalava pelo Japão, e se juntou a ele. Às vezes os dois pedalavam juntos durante o dia, além de acampar e tirar fotos com alguns moradores locais.

O homem que acompanhou Junya em parte da viagem disse que sabia que havia um homem que estava sendo procurado pela polícia, mas não reconheceu Junya como sendo o fugitivo.

Depois de quase dois meses fugindo da polícia, o ciclista impostor foi detido pelo gerente de uma loja, que o flagrou roubando comida, na cidade de Shunan, na província de Yamaguchi. As autoridades locais então o identificaram como o fugitivo que estava sendo procurado em território nacional e acionaram a polícia.

Junya havia roubado a bicicleta após sua fuga na cadeia, e depois seguiu para a ilha de Shikoku, a sudoeste de Osaka. Em setembro, ele conheceu o tal parceiro de pedal,  um homem de 44 anos que também viajava pelo Japão de bicicleta. O homem disse que achou Junya extremamente chato, apesar de passarem a pedalar juntos.

Ciclista impostor e carismático

Antes e depois: Mudança no visual para disfarçar e driblar a polícia

Mas Junya parece que tem seu carisma de impostor (lembra do filme Prenda-me se For Capaz?), e chegou a tirar fotos com o gerente de um camping perto de Hiroshima.

Leia também: Faça uma viagem de bike para ser mais feliz

Mas a fuga do ciclista impostor chegou ao fim da linha quando ele tentava roubar comida em uma mercearia. Junya tinha raspado o cabelo e vestia roupas diferentes das que usava quando foi preso. Ele estava com sua bicicleta roubada, equipamentos de camping, vara de pesca e uma pequena quantia em dinheiro.

A polícia ainda está tentando refazer sua trajetória de bike pelo Japão, pois pelo que parece ele se recusou a cooperar.