Ciclista morre baleado por caçador nos Alpes Franceses

O incidente reacende o debate sobre a proibição permanente da caça

Mark Sutton com uma de suas parceiras para encarar os Alpes Franceses

O chef de cozinha britânico Marc Sutton, 34, foi atingido por uma bala perdida enquanto pedalava na comuna francesa de Montriond, no leste da França, na divisa com a Suíça. O incidente ocorreu no último sábado, e Marc morreu.

Marc, que recentemente tinha aberto seu próprio restaurante em Les Gets, naquela mesma região, morava na França havia quatro anos. Ele era apaixonado por ciclismo e mountain bike, esporte que praticava quando foi atingido pela bala perdida.

No sábado à noite, o prefeito de Montriond, Georges Lagrange, ao saber do ocorrido, proibiu temporariamente a caça na região.

Unidos contra a caça

Mas antes da morte de Marc, já existia um movimento de moradores locais a favor da proibição permanente da caça na região. Uma associação, que conta com 45 membros, aproveitou então o triste fato para dar voz novamente a esta causa tão importante: segundo a BBC, mais de 20 pessoas morreram em acidentes de caça na França só nos últimos três anos.

Leia também: Por que você jamais deve brigar no trânsito

É um ponto importante a ser debatido em regiões onde a caçadores dividem a área com outros usuários da natureza, como ciclistas, esquiadores e caminhantes. Até uma página no Facebook foi aberta para pressionar a proibição permanente da caça em Montriond e arredores.

O caçador que alvejou Marc foi identificado. Ele tem 22 anos e foi levado ao hospital em estado de choque. Segundo a agência de notícias AP, deverá responder por homicídio culposo.