Cidade italiana paga moradores para irem de bicicleta ao trabalho

Quem trocar o carro pela bike pode ganhar até R$ 105 por mês

(Foto: Getty Images/iStockphoto)

A Itália é realmente um país forte para as bicicletas: Fausto Coppi, Gino Bartali e Mario Ricci, entre inúmeros outros, fizeram história nas competições. Fora delas, o país continua dando bons exemplos. Recentemente, a cidade de Bari, no sul da Itália, está incentivando seus moradores a irem de bicicleta ao trabalho da melhor forma: pagando.

Quem trocar o carro pela bike agora ganhará até 25 euros por mês (cerca de R$ 105).

A iniciativa, que começa a valer a partir do mês que vem, é uma ideia do Ministério do Meio Ambiente da Itália. Ciclistas ganharão 20 centavos de euro por quilômetros enquanto vão e voltam de bicicleta ao trabalho – quem optar por uma e-bike, embolsa a metade desse valor.

Leia também: A cidade onde a cerveja é grátis para quem pedala

Cada ciclista pode faturar com isso, no máximo, 1 euro por dia – ou  100 euros ao longo de 4 meses – que é o tempo de duração do projeto piloto.

O rastreamento será feito por um GPS, para garantir que não haja trapaça. A cada mês, as 10 pessoas que cobrirem a maior distância receberão um bônus de 50 euros.

“Em 2019 resolvemos dar um presente a todos que amam a bicicleta”, disse o prefeito de Bari, Antonio Decaro, que acrescentou que a iniciativa faz parte de um plano que visa dobrar o número de ciclistas na cidade.

Incentivos financeiros para fazer com que as pessoas andem mais de bicicleta já foram introduzidos em países como Holanda e França anteriormente. Enquanto isso, ficamos na torcida para, quem sabe um dia, a moda pegar também por aqui.