Como cuidar do quadro da sua bicicleta

Cuidar bem do seu quadro pode estender muito a vida útil da sua bike

Por Todd Downs

Quando perguntam “qual sua bike?”, geralmente a maioria das pessoas responde com o nome da marca que está no quadro. Apesar de cada bike ser composta por partes produzidas por diferentes fabricantes, o construtor do quadro geralmente é quem leva o crédito pelo resultado final da bicicleta. Não é uma ideia totalmente incorreta, já que detalhes da construção do quadro acabam determinando como a bike vai se comportar, mais do que qualquer outro componente.

Então, o que você deve fazer para cuidar do seu quadro e garantir que ele tenha a maior vida útil possível? Bem mais do que você imagina.

Umidade e sal favorecem a corrosão. Evite ferrugem e danos estruturais mantendo o quadro limpo e seco

Afastar a corrosão
Depois dos acidentes, o maior inimigo de um quadro de aço é a corrosão. Você não precisa se preocupar muito com isso se o quadro da sua bike é de alumínio, fibra de carbono ou de titânio. Mas se ele ele for de aço (se você não tiver certeza, tire a teima com um ímã), tome mais cuidado. Se você sua muito quando está pedalando, seja no rolo ou em treinos outdoor, limpe ele com mais frequência. O sal tende a se acumular em cantinhos, especialmente nas soldas, e acelera o processo de corrosão, mesmo que a bike esteja seca. As partes móveis da bike, como câmbios, canote etc, contribuem menos para o problema do que as partes soldadas, mas elas também acumulam sal indesejado (sal pode afetar alumínio, fibra de carbono e outros componentes de outros materiais também).

Impermeabilizante de silicone pode ajudar a manter água e suor longe da parte interna da tubulação da sua bike. A não ser que o headset seja de rolamentos selados, suor pode chegar ao interior do tubo. A corrosão pode ser tão intensa que as vezes você precisa usar uma serra para retirar a mesa da espiga do garfo. Uma camada fina de silicone na base da mesa (limpe o excesso) ajuda a evitar o problema.

A melhor forma de evitar a corrosão ainda é evitar que a umidade penetre no interior dos tubos, mas é uma boa ideia prevenir a corrosão de dentro para fora. Sempre que você tiver que tirar o canote, abrir o headset ou desmontar o movimento central para revisar a bike, aproveite a oportunidade para passar WD-40 ou outro inibidor de ferrugem por dentro dos tubos.

Alinhando o quadro
É óbvio que a melhor maneira de ajudar seu quadro a se manter perfeito é evitar acidentes. Um bom quadro tem uma resiliência considerável, mas não dá para esperar que ele mantenha perfeitamente a forma original depois de colidir com uma árvore ou outro obstáculo. Se você tiver sorte do garfo ou quadro ainda estarem em condições razoáveis, leve para um mecânico para avaliação. Com o ferramental certo, um trabalho profissional pode colocar quadros de metal e garfos rígidos para rodar de novo perfeitamente.

Gancheiras de metal em quadros de fibra de carbono às vezes podem ser consertadas, mas só por mão de obra especializada. De modo nenhum tente alinhar o quadro por conta própria. Garfos com suspensão desalinhados muitas vezes podem ser recuperados substituindo as peças danificadas.

Corrosão é a inimiga número 1 dos quadros de aço

Cobrindo riscos na pintura
Riscos na pintura são uma porta para a ferrugem começa a corroer um quadro, mesmo que ele esteja seco e livre de sal. Para preparar a superfície para um retoque na pintura, evite lixar a área riscada, se não houver corrosão ainda. Se já houver sinais de ferrugem, passe a lixa de leve para remover o excesso. A maior parte dos fabricantes aplica um tratamento no quadro com uma camada de fosfato muito fina que inibe a ferrugem. Se você lixar, vai remover essa proteção.

Use um solvente, como thinner, para limpar resíduos de graxa e gordura da região com a pintura danificada. Cubra o risco com uma ou mais camadas de tinta de uma cor similar a pintura original da sua bike. Se a ferrugem já se instalou nesse pedaço desprotegido pelo risco, use uma lixa para remover tudo, antes de retocar a pintura. Mas não espere milagres: o objetivo é minimizar o estrago causado pela ferrugem até você mandar o quadro para uma repintura profissional.

Existem outros passos que também valem a pena para proteger a pintura do seu quadro. Como a corrente da bicicleta está perto do tubo inferior traseiro, ela pode bater no tubo por causa da trepidação. Esse atrito constante pode danificar a pintura: um protetor simples de vinil ou espuma é suficiente para proteger o chain stay. Custam pouco e qualquer bicicletaria tem para vender ou até incluem como brinde na revisão.

Outro truque para proteger a pintura é adesivar as partes dos tubos que sofrem atrito, como o dos cabos. Corte pedacinhos ovais de adesivo em uma cor similar à da sua bike e cole por cima da pintura, no tubo limpo. Para reduzir a abrasão e riscos à pintura dos cabos no quadro, também dá para anéis de silicone feitos especialmente para isso.

Alguns amassados podem ser consertados por um framebuilder competente

Consertando amassados
Uma batida ou acidente com a bike pode causar amassados no quadro. Eles provavelmente não vão causar nenhum dano funcional à bike, mas se você não consegue ver o amassado no quadro ser surtar, pode pedir para um construtor de quadros tentar consertar desamassando ou usando material de preenchimento. Depois da pintura, para fins práticos, seu quadro estará como novo.

No caso de quadros de fibra de carbono, qualquer sinal superficial de danos pode significar uma fissura potencialmente perigosa. Leve seu quadro para ser avaliado por um profissional. Construtores de quadros especializados em fibra de carbono podem fazer reparos em muitos casos.

Esse artigo foi publicado originalmente no The Bicycling Guide to Complete Bicycle Maintenance & Repair