Dia Mundial Sem Carro 2017: veja como participar

Imagem instagram.com/cicloviando/

Por Verônica Mambrini
Fotos: Instagram.com/cicloviando/

Esse ano o Dia Mundial Sem Carro cai numa sexta-feira: o palco está montando para o espetáculo do trânsito parado, pessoas cansadas e ansiosas para chegar em casa logo. É o dia perfeito para se mobilizar e experimentar a bike como meio de transporte, ou incentivar amigos a fazerem o mesmo.

A data nasceu na França, em 1997, e a cada ano mais países passaram a incluir ações oficiais no calendário. Em São Paulo, são realizadas atividades desde 2003, promovidas por grupos de cicloativistas, e desde 2007, com apoio do movimento Nossa São Paulo. Afinal, nem é preciso pedalar para experimentar uma vida menos motorizada. Boa parte dos percursos que fazemos no dia a dia podem ser feitos a pé. É um ótimo dia para dar uma chance para o transporte público.

Empresas já perceberam que pedalar aumenta a produtividade e dá mais qualidade de vida aos funcionários. E não é preciso nem esperar que a atitude parta da empresa: o Grupo TV1 criou comitê de mobilidade interno por iniciativa dos próprios funcionários, que organizou a Semana e Mobilidade, com inauguração de um novo bicicletário interno, vestiário com ducha e organização de pedais coletivos, para dar chance de mais pessoas ganharem intimidade com as magrelas.

Já o o Itaú, que abraçou a bandeira da mobilidade urbana com os sistema de bicicletas compartilhadas que funciona em várias cidades do país, vai oferecer em três unidades o Bike Spa: os funcionários deixam a bike de manhã e a pegam no fim do dia, limpa e revisada. Essa semana, é lançado também o documentário “Bicicleta Brasil – Pedalar é um Direito”, produzido pela jornalista e cicloativista Renata Falzoni e patrocinado pelo banco, falando dos 20 anos do Código de Trânsito Brasileiro.

Independente do tamanho da iniciativa, ou se ela é individual, institucional ou parte da estratégia de marketing, a mudança é bem vinda. Como diversos estudos relatam, a bicicleta é um meio de transporte capaz de melhorar a vida de indivíduos e contribui para uma sociedade melhor.


O que você pode fazer?

> Fazer pelo menos parte do trajeto a pé
> Experimentar pedalar, mesmo que não seja seu trajeto principal. Foi de carro pro trabalho? Tudo bem, tente a bike para ir à academia
> Ofereça e peça carona
> Experimente transporte público!
> Se sua empresa não apoia ainda a mobilidade ativa, dissemine informação para os responsáveis por recursos humanos com dicas de como começar a apoiar deslocamentos mais sustentáveis

Além disso, organizações e empresas criaram ações para o Dia Mundial sem Carro:

> A Virada da Mobilidade tem vários eventos, até dia 23 de Setembro, com documentários, debates e ações

> A academia de escalada Casa de Pedra vai dar 50% de desconto na diária para quem chegar de bike

> Bikxi – o serviço de bike-táxi escolheu essa data para fazer o lançamento oficial do aplicativo na Play Store e Apple Store. Com ele, você pode pedir uma bike e ir de “carona” pela malha cicloviária da cidade de São Paulo

> Dia 23 de setembro, sábado, o Instituto Ciclo BR organiza um pedal à moda antiga, saindo às 16h da Praça do Ciclista, em São Paulo. O pedal é com roupas do dia a dia, mostrando que para os pedais urbanos, o uniforme de ciclismo de lycra não é indispensável.

> A hamburgueria Criminal Burguer, em São Paulo, oferece uma pink lemonade aos clientes que chegarem de bicicleta, entre 19 a 24 de setembro

> A D.O.C. Barbearia, em Pinheiros, São Paulo, está dando 10% de desconto aos cliente que chegarem de bike

COMPARTILHAR