Do ciclismo de estrada ao downhill, veja os filmes de bike do Rocky Spirit

"Bike 500km Jalapão". 2017. Experimentar de bicicleta as duras estradas de terra, as trilhas quase inexploradas e os longos trechos de areia fofa do Jalapão, é uma aventura e tanto

O ROCKY SPIRIT é o maior festival de cinema ao ar livre do Brasil. Vão ser exibidos de graça e ao ar livre os melhores documentários de aventura produzidos recentemente no planeta. São cerca de 30 filmes, incluindo lançamentos mundiais vindos diretamente do Telluride Mountainfilm Festival, o mais prestigiado festival de filmes de aventura dos Estados Unidos – e também novas produções nacionais. O Festival de Filmes Outdoor Rocky Spirit é uma realização da editora Rocky Mountain, que publica as revistas Bicycling, Go Outside, Hardcore e Runner’s World.

O festival acontece 12 e 13 de agosto, a partir das 17h, no Parque Villa Lobos, em São Paulo. Veja os filmes relacionados a bike abaixo – a programação completa está no site do Rocky Spirit e no evento nas mídias sociais.

“Ascend”, 2017. Depois de ser diagnosticado com um raro tipo de câncer, Jon Wilson teve sua perna esquerda totalmente amputada. A perda de um membro conseguiu parar a doença, mas não impediu Jon de continuar curtindo seu passatempo favorito: mountain bike

“Ascend”
(Subir)
EUA, 2017
Duração: 6 minutos
Direção: Simon Perkins
Depois de ser diagnosticado com um raro tipo de câncer, Jon Wilson teve sua perna esquerda totalmente amputada. A perda de um membro conseguiu parar a doença, mas não impediu Jon de continuar curtindo seu passatempo favorito: mountain bike. Este filme celebra o espírito indomável que faz com que Jon continue zunindo pelos singletracks. “Se eu não pedalar, perco a cabeça. Preciso encontrar esse lugar espiritual nas trilhas”, diz Jon. “A resposta simples é que isso me traz alegria.”

“Bike 500km Jalapão”. 2017. Experimentar de bicicleta as duras estradas de terra, as trilhas quase inexploradas e os longos trechos de areia fofa do Jalapão, é uma aventura e tanto

“Bike 500 km Jalapão”
Brasil, 2017
Duração: 13 minutos
Direção: Edinho Ramon

Cada descoberta no Jalapão oferece uma experiência melhor que a anterior. Experimentar de bicicleta as duras estradas de terra, as trilhas quase inexploradas e os longos trechos de areia fofa, de forma autônoma e autossuficiente, é uma aventura e tanto. Neste filme, Edinho Ramon, Bia Carvalho e Rodrigo Leão percorrem juntos mais de 500 km pelo Jalapão. O caminho duro, as altas temperaturas e o longo tempo em conexão com a natureza são alguns dos ingredientes dessa trip no melhor estilo bikepacking.

“Chocolate Spokes”, 2017. Gregory Crichlow, o estiloso dono da bike shop Chocolate Spokes, tem orgulho da relação que criou com os moradores de Denver

“Chocolate Spokes”
(Raios de Chocolate)
EUA, 2017
Duração: 8 minutos
Direção: Brendan Leonard
“Você não está investindo em uma bike; está investindo em um relacionamento.” Assim diz Gregory Crichlow, o estiloso dono da bike shop Chocolate Spokes, em Denver (EUA). Ter criado uma relação com os moradores da região é algo que dá orgulho a Gregory. “Assim que você descobre a bike, suas fronteiras se expandem porque você pode ir mais longe.” Consertando pneus furados e construindo bikes customizadas, Gregory ajudou o bairro de Five Points, onde fica a loja, a ir além do que qualquer um acreditava ser possível.

“Dan Atherton”, 2016. Dropar as trilhas das encostas íngremes do norte do País de Gales é um downhill como nenhum outro

“Dan Atherton”
Inglaterra, 2016
Duração: 4 minutos
Direção: Dan Atherton
Dropar as trilhas das encostas íngremes do norte do País de Gales é um downhill como nenhum outro, com florestas densas, drops gigantes, trágicas consequências e desafios técnicos insanos. Neste filme, Dan Atherton encara tudo isso – e te leva junto.

“Danny MacAskill Wee Day Out”, 2017. Apenas mais um dia de passeio em que o fenômeno Danny MacAskill desafia as leis da física

“Danny MacAskill’s Wee Day Out”
(O Passeio de Danny MacAskill)
Escócia, 2016
Duração: 7 minutos
Direção: Stu Thomson
Apitos de trem, animais de fazenda, colinas verdes, bolas de feno e as manobras de bike mais audaciosas que você já viu. Apenas mais um dia de passeio em que o fenômeno Danny MacAskill desafia as leis da física.

“Ditch the van”, 2017. O celista, cantor, compositor e ativista político norte-americano Ben Sollee fez sua última turnê de bike, em uma viagem de cinco anos e 8 mil quilômetros

“Ditch the Van”
(Abandone a Van)
EUA, 2017
Duração: 10 minutos
Direção: Mallory Cunningham, Kyle Romanek
O celista, cantor, compositor e ativista político norte-americano Ben Sollee passou muito tempo em turnês alucinadas, voando e dirigindo por todo seu país. Ele estava estressado e isso estava afetando sua saúde. Então Ben comprou uma bike cargueira, amarrou nela seu violoncelo e saiu em uma viagem de cinco anos e 8 mil quilômetros. Sua turnê Ditch the Van (“abandone a van”) teve perrengues, como rodas quebradas, tornados e motoristas não amistosos, e levou o dobro do tempo, rendendo metade da grana de uma turnê “tradicional”. Mas ela também ofereceu experiências cheias de significado e um ritmo mais humano neste mundo frenético.

“Tropical Speed”, 2017. O filme retrata o crescimento exponencial do ciclismo de estrada na cidade do Rio de Janeiro através de uma narrativa visual e artística

“Tropical Speed”
(Velocidade Tropical)
Brasil, 2017
Duração: 15 minutos
Direção: Duda Carvalho
“Tropical Speed” retrata o crescimento exponencial do ciclismo de estrada na cidade do Rio de Janeiro através de uma narrativa visual e artística. O filme apresenta a performance e o depoimento de ciclistas locais em belos cenários
naturais e urbanos da cidade, entre a floresta, o mar e as montanhas.

“Where the Wild Things Play”, 2017. Mountain bike e na estrada é só um dos lugares incríveis onde as meninas estão

“Where the Wild Things Play”
(Onde As Selvagens Brincam)
EUA, 2017
Duração: 5 minutos
Direção: Krystle Wright
Sexta à noite no boteco local e… cadê as garotas? Resposta: saltando de BASE jump de penhascos altíssimos, fazendo manobras em slacklines, escalando paredões de granito, descendo a milhão em singletracks, esquiando fora de pista e geralmente deixando os caras para trás. Esta homenagem às atletas não deixa dúvida sobre a posição das mulheres no mundo outdoor de hoje: no topo.

SHARE