Ele abriu uma oficina de bike e salvou seu bairro da criminalidade

Gregory Crichlow, proprietário da Chocolate Spokes, conta como abriu sua loja de bikes

Gregory impõe estilo em seus projetos artesanais (Foto: Benjamin Rasmussen)

Gregory Crichlow, proprietário da bicicletaria — ou oficina de bike — Chocolate Spokes, conta a seguir como abriu sua loja de bikes. Com fé e muita disposição, ele transformou seu bairro, que hoje tem mais pedestres e ciclistas circulando na maior boa vontade.

Eu queria uma oficina de bikes que investisse no meu bairro, que focasse mais nas pessoas que nas bicicletas. Então abri uma na esquina de Five Points, em Denver (EUA), em 2010.

A região tinha problemas de dependência e abuso de drogas, e era comum ver traficantes por aqui. Dentro do espaço da loja, não havia encanamento nem um telhado de verdade. O lugar precisava de pintura… Os tijolos, de vedação.

>> Tributo a um mecânico de bike cego

Havia tanto trabalho a fazer que muitas vezes eu acabava meus dias enxugando as lágrimas. Uma das primeiras coisas que fiz foi retirar as grades das janelas. Queria dizer à comunidade: “Estamos aqui e vocês podem participar de tudo isso”.

Convidei todos os que passavam a entrar e deixei minha bike fora, sem cadeado, como um lembrete de que queria algo diferente. Agora estamos expandindo. Ainda me surpreendo quando as pessoas entram apenas para me agradecer por ter aberto a loja aqui.

O bairro melhorou, há muitos pedestres. E, embora a gente faça quadros artesanais para bikes, continuamos ajudando gente que precisa de uma bicicleta simplesmente para ir a uma entrevista de trabalho.”