Ele acordou tetraplégico, mas voltou a pedalar: “Sensação de liberdade”

Como a bike tem ajudado um biólogo a reverter os sintomas da síndrome de Guillain-Barré

Nelson de volta aos pedais

Era dia 2 de outubro de 2016, quando o biólogo Nelson Rodrigues da Silva acordou “tetraplégico”, paralisado dos pés à cabeça. Posteriormente ele descobriu que se tratava de sintomas da síndrome de Guillain-Barré. Hoje, 27 meses depois do fatídico dia, Nelson conseguiu dar suas primeiras pedaladas. “É uma sensação de liberdade”, disse em reportagem ao site G1.

Leia também: Pedalando nu por uma boa causa

Depois de se recuperar um pouco e sair da condição de tetraplégico, Nelson disse que começou a pedalar na academia, em uma bicicleta com encosto, e foi percebendo que tinha equilíbrio.

(Foto: Kauanne Piedra/G1)

“Voltar a pedalar é tão emocionante quanto andar”, completou.

Durante o tratamento, Nelson, 39 dependia de outras pessoas até para beber água. Agora seu corpo está reagindo bem aos tratamentos e fisioterapias, e ele garante que só levou dois tombos de bike. “Faz parte”, disse.

A Síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune que inflama os nervos e regiões próximas a suas origens junto a medula espinhal. Tudo começa com um quadro de fraqueza, que pode progredir. Uma das causas está relacionada ao zika vírus.