Esses amigos estão pedalando 16 mil km por mais educação

"Quando é difícil, quando está chovendo, quando estamos exaustos, é essa causa que nos dá motivação"

(Foto: Foto: bikingborders.com)

Atitudes em prol de um bem maior é o que o mundo mais precisa. O amigos Nono Konopka e Max Jabs sabem disso, e por isso decidiram pedalar mais de 16 mil km (10 mil milhas) para levantar doações para a construção de uma escola da Guatemala, na América Central.

O país escolhido é em razão da alta taxa de analfabetismo: há mais de 2 milhões de crianças fora da escola nesse país.

Pedalando de Berlim (Alemanha) a Pequim (China), eles querem arrecadar US$ 80 mil (cerca de R$ 300 mil).

>> Ciclista é resgatado na Sibéria no meio de nevasca

Eles começaram o projeto Biking Borders para tentar aumentar a conscientização sobre a importância da educação. E, apesar de não serem ciclistas, perceberam que teriam que fazer algo louco para chamar a atenção.

“É tão legal ver que quase 1.000 pessoas já doaram”, disse Max. “Recebemos mensagens todos os dias de pessoas do mundo inteiro. Quando é difícil, quando está chovendo, quando estamos exaustos, é essa causa é o que que nos dá motivação para seguirmos em frente e continuarmos pedalando”.

No fim de 2018, o ator Ashton Kutcher compartilhou no Facebook a viagem dos Biking Borders, e eles tiveram um belo impulso para esta nobre causa.