Está provado: pedalar até o trabalho te deixa mais saudável

Qualquer tipo de ciclismo - seja um treino ou simplesmente um pedal casual – pode realmente dar um gás na saúde.

(Foto: Maskot/ Getty Images)

Um recente estudo publicado no British Journal of Sports Medicine concluiu que o ciclismo — ou melhor, simplesmente pedalar — reduz o risco de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais, além de emagrecer.

O mais interessante é que isto é um benefício desfrutado por pessoas que usam a bike para treinar ou que simplesmente usem a bicicleta para se deslocar.

Por isso, está confirmado: o pedal até o trabalho te fará uma pessoa mais saudável do que seus colegas.

>> Quer emagrecer? Coma carboidratos e pedale

De acordo com a publicação no British Journal of Sports Medicine, qualquer tipo de ciclismo – seja um treino ou simplesmente um pedal casual – pode realmente dar um gás à saúde.

Os estudos concluíram que ciclistas têm menor risco (22%) de ter uma doença cardiovascular (DCV) do que os não ciclistas. (Para ambas as análises, um não ciclista foi definido como alguém que não pratica ciclismo, nem para transporte, nem para lazer).

Em outra parte do estudo, descobriu-se que, no geral, os ciclistas tiveram um Índice de Massa Corporal (IMC) menor do que os não ciclistas – e pesam aproximadamente 1,8 kg a menos.

Não é exatamente surpreendente saber que pedalar como um exercício reduz o seu risco cardíaco e te ajude a manter o peso baixo, já que o exercício físico é uma maneira comprovada de se fazer as duas coisas.

A principal descoberta, porém, é que o ciclismo pode melhorar sua saúde, apoiando-se em uma série de outra pesquisas, e prova que seu rolê diário pode realmente te fazer muito bem — desde melhorar a função cerebral até diminuir o risco de câncer, além de aliviar o estresse.

Além disso, essas análises podem ser usadas para ajudar a população em geral a melhorar sua saúde também, de acordo com os pesquisadores. Está provado que pedalar pode melhorar sua saúde física e mental.