Homem cai de bicicleta e tem ereção prolongada de 9 dias

O ciclista sofreu uma lesão rara chamada “priapismo de alto fluxo”

(Foto: Getty Images)

Aconteceu na Inglaterra: um homem de 35 anos tomou um tombo enquanto pedalava uma bicicleta motorizada e sua contusão foi bem anormal. Ele teve uma ereção prolongada que durou 9 dias. Segundo o site do jornal inglês The Sun, levou um ano até ele retornar à função erétil normal após o acidente.

Médicos do Hospital Universitário de Southampton compartilharam suas descobertas em um estudo, que alegou que o ciclista sofreu um “priapismo de alto fluxo”, o que significa que o sangue estava fluindo demais para o pênis.

>> Exercícios físicos farão você chegar aos 85 anos

>> Fortaleça o abdômen para não ter dor nas costas

>> Por que ciclistas nus são mais respeitados no trânsito

Ainda segundo os médicos, a lesão resultou em uma ereção prolongada rara de 9 dias porque o sangue ficou preso à região do pênis, sem condições de drenagem.

E se o homem não tivesse procurado ajuda médica, ele poderia ter ficado com uma disfunção erétil permanente, causada por uma artéria rompida na região do períneo – uma lesão bem rara, segundo os especialistas.

Normalmente, o tratamento para estas ereções anormais se dá por uso de bolsas de gelo, injeção na base do pênis ou, em último caso, cirurgia.

Neste caso, especificamente, os médicos utilizaram um cateter para conter o fluxo de sangue e uma esponja de absorção chamada Gelfoam. Foi um sucesso, e o hospital relatou o tratamento no Case Reports in Urology.

Você que é ciclista, não precisa se desesperar: por mais que nosso períneo esteja sempre sofrendo alguma pressão por conta do selim enquanto estamos pedalando, esta é uma lesão bem difícil de acontecer, reforçaram os médicos.