Teto reformado: Velódromo do Rio é reaberto e tem nova programação

Treinos de ciclismo amador, eventos esportivos e visitas monitoradas estão entre as atrações

Cobertura original do Velódromo do Rio (Foto: aglo.gov.br)

Neste mês, o Velódromo Olímpico do Rio, localizado no Parque Olímpico da Barra (RJ), foi reaberto a eventos e visitação. Ele estava fechado desde dezembro, para uma manutenção na cobertura.

Depois de sediar os eventos do ciclismo de pista da Rio 2016, e receber quase 200 atletas olímpicos – entre os melhores do mundo – em suas dependências, o então novíssimo velódromo carioca passou por uma série de incidentes: foram dois incêndios, ocasionados por quedas de dois balões (sim, dois balões caíram no mesmo lugar), em 2017, que danificaram bastante a cobertura do velódromo.

>> Velódromo do Parque Olímpico é destinado aos treinos da seleção brasileira de ciclismo de pista

Como se não bastasse, em novembro de 2018 o teto foi novamente afetado, desta vez por uma forte chuva.

Foi quando então a Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO), decidiu acelerar as obras de infraestrutura para a recuperação definitiva do telhado do velódromo. Com orçamento próprio, foi investido R$ 1,7 mi para reformar todas as áreas danificadas pelas quedas de balões e pela chuva.

Segundo o presidente da AGLO, Paulo Márcio Dias Mello, ainda será necessária a colocação de uma proteção contra incêndios no telhado, algo que deve ser feito pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro em breve.

Além das competições de alto rendimento no Velódromo, já têm ocorrido treinos da Seleção Brasileira de Ciclismo. E, visando o ciclo olímpico em Tóquio (Japão), acontecem também a preparação de atletas amadores máster de ciclismo e do projeto social da modalidade (que é desenvolvido pela AGLO em parceria com o Ministério da Cidadania, para crianças e adolescentes de baixa renda).

(Foto: aglo.gov.br)

No ano passado, rolou no velódromo do Rio o Campeonato Mundial de Paraciclismo de Pista UCI 2018.

Além disso, desde que a AGLO assumiu a gestão, o velódromo já recebeu diversos eventos esportivos que não têm nada a ver com ciclismo, como campeonatos importantes de judô e jiu-jitsu.

Treino de atletas amadores e novidades no Velódromo do Rio

Ciclistas amadores já treinam no velódromo. E caso haja interesse, qualquer cidadão (mesmo sem experiência alguma) pode fazer uma clínica com um professor local para experimentar a pista. A clínica é agendada com algum dos três professores disponíveis.

A visita, incluindo especificamente a experimentação da pista, ocorre de forma supervisionada e com agendamento de clínica. A ideia é que o visitante tenha uma noção básica de como funciona a pista, a modalidade esportiva e o treino em si.

Além disso, há outra visita guiada, que ocorre através de agendamento no site da AGLO, onde o visitante não experimenta as modalidades, mas conhece todas as estruturas olímpicas geridas pela AGLO, e com explicações de guia turístico. aglo.gov.br