Mark Cavendish abandona Paris-Nice depois de vencer doença

O sprintista britânico sofreu em sua terceira competição ao ciclismo profissional, depois de meses afastado

Cavendish no Tour da Califórnia, em maio de 2018 (Foto: Christian Petersen/Getty Images/ AEG)

Nesta segunda-feira (11 de março), o ciclista britânico Mark Cavendish abandonou a prova Paris-Nice depois da segunda etapa. A justificativa é que ele ainda se recupera e trabalha para voltar à sua melhor condição física após lutar contra o vírus Epstein Barr.

A prova, que acontece até o dia 18 de março, com 8 estágios, está sendo marcada por diversos acidentes.

>> Cavendish suspende carreira para tratar de doença

Para Mark Cavendish, a corrida não chegou ao fim por conta de uma queda, mas porque, segundo sua equipe, foi um grande desafio de 2 dias para ele.

Aos 33 anos, Cavendish terminou a primeira etapa em último. E, no segundo estágio, o vento deixou as coisas ainda mais complicadas para ele.

Cavendish já havia sido diagnosticado com o vírus Epstein-Barr no Tour de France 2018, uma das provas que sofreu muito para completar as etapas.

A volta de Mark Cavendish

De volta ao ciclismo neste ano, o britânico competiu e completou a Vuleta a San Juan, na Argentina (em janeiro) e o UAE Tour, nos Emirados Árabes (no mês passado). Seu objetivo então era aumentar a intensidade na tradicional Paris-Nice para competir no Tour de France 100%.

Desta vez, se a recuperação de Cavendish for boa, ele deverá estar na Milan-San Remo – a “Classicíssima de Primavera”, que acontece em 23 de março.

“Eu não estava esperando muita coisa nesse começo de temporada, mas eu sempre vou tentar fazer o meu melhor”, disse.

Esperamos que Cavendish consiga voltar à sua melhor forma física o mais breve possível — e também volte a nos dar a honra do espetáculo de suas chegadas.