McLaren: “Vamos ser a melhor equipe de ciclismo do mundo”

Da Fórmula 1 para o ciclismo. Os planos da McLaren de patrocinar a Bahrain Merida e se tornar uma potência mundial do ciclismo 

1.000 cavalos: McLaren com potência máxima no ciclismo (Foto: Facebook Bahrain-Merida)

A Mclaren, equipe que ajudou nosso ídolo máximo do automobilismo (e talvez do esporte), Ayrton Senna, a conquistar o tricampeonato mundial de Fórmula 1 anunciou neste semana que vai se tornar parceira da equipe do ProTour Bahrain Merida.

Como uma das escuderias mais famosas da Fórmula 1, a inglesa McLaren já teve Emerson Fittipaldi, Niki Lauda e Alain Prost no comando de suas máquinas. Em 2018, ela esteve representada pelo espanhol Fernando Alonso e pelo belga Stoffel Vandoorne. Mas agora vai colocar também seu nome na jersey de ciclistas como Vincenzo Nibali e Ion Izagirre.

Leia também: Sky não vai mais patrocinar o ciclismo a partir de 2020 

A McLaren não é novata no ciclismo

Até então, a Bahrain-Merida Pro Cycling Team tinha como patrocinadores o governo do Bahrein (país do Oriente Médio) e da marca de bicicletas Merida.

“O ciclismo é algo com o qual já estivemos envolvidos no passado, e estávamos procurando entrar novamente há algum tempo”, disse o diretor de marketing da McLaren, John Allert, à BBC. A equipe de Fórmula 1 inclusive já desenvolveu uma bike de estrada em parceria com a Specialized.

“Corrida, tecnologia e desempenho humano estão no coração de tudo que fazemos na McLaren”, completou.