Morre a “voz do ciclismo”, Paul Sherwen

O renomado comentarista e radialista do Tour de France morreu aos 62 anos

Paul Sherwen em evento nos Estados Unidos em 2015 (Foto: Chris Graythen/Getty Images)

Paul Sherwen, uma das vozes mais conhecidas do ciclismo profissional, famoso também por introduzir a língua inglesa nesse esporte, morreu no último domingo em Uganda. A causa não foi divulgada. Ele tinha 62 anos.

A voz de Paul Sherwen tornou-se quase um sinônimo de Tour de France e de outros grandes eventos de ciclismo. Isso depois de ele ser um grande competidor. Nascido no Reino Unido, cresceu em Uganda, numa época em que seu pai trabalhava no país africano.

Na década de 1970, ele voltou ao Reino Unido para estrear no ciclismo profissional. Nos anos seguintes, nas décadas de 1970 e 1980, teve sete aparições no Tour de France, além de vencer dois campeonatos nacionais britânicos.

Leia também: Tour de France 2019 terá recorde de subidas

Mas Paul Sherwen ficou mais conhecido mesmo pelos 33 anos em que foi comentarista do Tour de France.

Por mais de três décadas, ele soltou a voz na televisão e no rádio – do Reino Unido, da Austrália e dos Estados Unidos. Ele também cobriu o ciclismo durante cinco Jogos Olímpicos, como comentarista da NBC Sports.

Em 2018, Paul Sherwen completou sua 40ª participação em um Tour de France – 33 como comentarista e 7 como ciclista.

Paul deixa esposa, filhos e uma legião de fãs, que eram seus amigos ou simplesmente amantes do ciclismo como ele.

Paul Sherwen era conhecido também pelos comentários ácidos e, digamos, uma linguagem às vezes não muito formal: