Mulher que atropelou ciclista em 2017 vai pagar R$ 1 milhão à família

No valor, está incluso o pagamento de pensão à viúva da vítima. A ré ainda poderá recorrer da decisão

A cena do acidente, em Brasília (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Em abril de 2017, uma estudante de 21 anos atropelou um ciclista de 60 anos que pedalava pela ciclovia do Lago Norte, no Distrito Federal, que não resistiu aos ferimentos e morreu em seguida. Nesta semana, a justiça decidiu que ela terá que pagar mais de R$ 1 milhão à família da vítima, Edson Antonelli.

A sentença prevê um ressarcimento referente a indenizações (por danos morais à viúva e aos filhos do casal), pensões (de cinco salários mínimos até 2032) e à bicicleta que Edson pedalava, que ficou danificada no acidente.

Somados, os valores atuais são de R$ 1.017.049,71.

A motorista, Monica Karina Rocha Cajado Lopes, foi condenada no fim de 2017 por homicídio culposo (atropelou ciclista) e por dirigir embriagada. A pena, anteriormente estipulada em 2 anos e 6 meses de reclusão, foi convertida em serviços voluntários.

Leia também: Ciclista é atropelado, tem bike arrastada e sofre agressão verbal

Atropelou ciclista, mas socorreu

Monica, que no dia do acidente acusou níveis altíssimos de álcool no teste do bafômetro, chegou a ser presa, mas pagou fiança no valor de R$ 5 mil e foi liberada.

Ela assumiu que dormira ao volante quando voltava de uma festa para casa, e só acordou no momento da pancada. Ela desceu do carro e tentou socorrer a vítima.