Nova tecnologia vai permitir que bikes e carros “conversem” no trânsito

É uma promessa de diminuir consideravelmente o número de colisões e atropelamentos

(Getty Images)

Empresas fizeram em Barcelona, no último domingo, uma demonstração com a rede 5G, com o objetivo de melhorar a segurança no trânsito. A nova tecnologia empregada no teste usou o protocolo universal “celular-veículo para qualquer objeto” (C-V2X).

Na apresentação, o motorista que estava prestes a fazer uma conversão recebeu o aviso da presença de um pedestre atravessando a rua logo após o retorno, assim como uma bike informou a sua presença ao motorista.

Resumindo, a nova tecnologia permite rastrear esses “obstáculos”, que não precisam mais estar perceptíveis aos sensores instalados nos veículos – uma promessa de diminuir consideravelmente o número de colisões e atropelamentos.

A nova tecnologia poderá ser incorporada ainda aos carros autônomos, o que significa que não dependerá do motorista para a tomadas de decisões como evitar acidentes e salvar vidas.

>> Ciclista escapa milagrosamente de fechada de caminhão

Funcionamento da nova tecnologia

O sistema depende da exatidão da localização dos envolvidos, algo que ainda não é disponível na geolocalização de celulares. Por isso, postes e semáforos são importantes para mandar a localização exata dos pedestres.

Por enquanto, o equipamento tem o tamanho de uma necessaire grande, mas segundo Mercedes Fernandes, gerente da Telefonica (empresa que coordenou a demonstração), é questão de tempo até se tornar pequeno e leve para ser transportado em uma bike.

Sem dúvida, um uso de tecnologia sensato, voltado a humanizar o caos urbano.