O pão não é seu inimigo

O pão é um alimento milagroso – e suas qualidades vão muito além de ser apenas crocante, quentinho e delicioso

(Fotos: Getty Images)
Por James Stout

O pão é um alimento milagroso – e suas qualidades vão muito além de ser apenas crocante, quentinho e delicioso. Nos tempos medievais, antes de sabermos qualquer coisa sobre microbiologia, o crescimento da massa era visto como uma ação vinda de um ser superior.

A levedura fazia parte dos alicerces da dieta naqueles tempos na Europa: pão e cerveja. Enquanto a bebida está vivendo um renascimento, parece que nos afastamos da reverência pelo pão.

Pesquisas mostram que, em lugares como os Estados Unidos, estamos consumindo milhões de toneladas a menos de pão que na última década – o que é uma pena. Não só pelo fato de esse carboidrato clássico te ajudar a pedalar forte, mas também porque nunca tivemos tantas opções saborosas e nutritivas nos supermercados.

Por isso, pare de ser noiado e de implicar com o pão. Trata-se de um alimento completo, útil e delicioso para nós, ciclistas (desde que você faça as pazes com os carboidratos e seja feliz).

ALÉM DA BAGUETE

Seja lá como você fatie estas delícias, eis as variedades de pão que mais se destacam nutricionalmente

Por Matthew Kadey, MS, RD
GRÃO GERMINADO

É feito com grãos integrais germinados e ainda contam com nozes, lentilhas e outra sementes que fornecem vitaminas, proteínas e gorduras saudáveis. Coma: Depois do pedal, com uma generosa camada de húmus.

FERMENTAÇÃO NATURAL

Seu sabor vem do método de preparo – a fermentação é feita a partir de uma mistura rica em lactobacilos. O processo retarda a digestão (leia-se: você terá menos baixas de energia) e reduz os níveis de glúten, por isso é menos provável que cause problemas para as pessoas com sensibilidade a esse ingrediente. Coma: Após o pedal, mergulhado em azeite extra virgem e vinagre balsâmico.

GRÃOS ANCESTRAIS

Pães feitos a partir de espelta, emmer, einkorn [duas outras espécies de trigo: Triticum dicoccum e Triticum monococcum] e outros integrantes não-hibridizados da família do trigo têm sabor e textura ricos e podem auxiliar na redução do colesterol mais eficientemente do que aqueles feitos com grãos modernos. Coma: Como café da manhã antes do pedal, torrado, com um ovo frito em cima.

CENTEIO

Essa versão oferece até 6 gramas de fibra em cada fatia para matar a fome e baixar o colesterol. O ideal é o pão que tenha, como ingrediente principal, farinha integral de centeio. Coma: Com pesto, salmão defumado e beterraba em conserva.

BRIOCHE

As padarias francesas vêm alimentando ciclistas com este pão muito antes de Maurice-François Garin vencer o primeiro Tour de France em 1903. Coma: No meio do pedal, com geleia ou mel.

NAAN

Este pão indiano achatado é fermentado com leveduras e tradicionalmente assado em um forno de barro, ou tandoor, que deixa um miolo macio na massa. Procure as marcas feitas com farinha de trigo integral — estudos sugerem que comer mais grãos integrais pode te ajudar a viver mais. Coma: Como pizza individual, coberto com molho de tomate, mussarela e manjericão.

ENTENDA OS RÓTULOS

Para levar o pão mais saudável da gôndola, procure um que ofereça pelo menos três gramas de fibra e não mais que três gramas de açúcar por fatia.

ESTE CICLISTA PRÓ ASSA SEU PRÓPRIO PÃO

Você ainda precisa de mais provas de que pode consumir pão (e com manteiga) diariamente e ainda pedalar muito rápido? Então lá vai: conheça Robin Carpenter. Esse ciclista norte-americano de 25 anos é um dos melhores do circuito profissional de seu país e chegou lá com uma dieta caseira de pão de fermentação natural. “Quando eu faço um pão perfeito, é como vencer uma prova”, diz ele.

Ao assar seu próprio pão, você elimina ingredientes desnecessários, como açúcar e conservantes. Segundo Robin, ele preciso “de todos esses carboidratos para os pedais longos”. A ciência concorda. “Há inúmeras evidências sugerindo que as dietas com baixo teor de carboidratos não te deixam mais rápido”, diz Sean Burke, fisiologista do exercício e treinador de ciclismo na Califórnia (EUA).

Para seu pão, Robin usa uma mistura de farinha e água para começar a fermentar. Isso resulta em uma receita deliciosa, especialmente benéfica para os ciclistas. Embora seja mais complicado do que fazer uma massa à base de