O verão chegou! 5 dicas para driblar o calor nos pedais

Foto: Nat Bromhead

Por Nat Bromhead, com Verônica Mambrini

A primavera já estava quente e o verão esse ano chegou para arrasar. Prepare-se para ondas de calor que vão derreter o asfalto e transformar as cachoeiras nas trilhas em ouro líquido.

Além de coincidir com as festas de fim de ano – claro que a gente aproveita umas horinhas livres para somar pedal ao tempo em família – vem também as férias para muita gente. Se você quer tirar o melhor desse período mesmo com o calor fritando, veja essas dicas, se prepare, e bora pedalar!

1 – Hidrate-se sempre e com frequência

A chave é beber antes de começar a ter sede. Acordou? Já mande para dentro 250 ml a 500 ml, antes mesmo de sair para pedalar. Mandar tanta água para dentro pode ser difícil. Suco de frutas ajuda na ingestão de líquidos. Mesmo que seja um pouco de limão espremido na água geladinha. Enquanto você se prepara para o pedal, continue consumindo líquidos – melhor errar para mais que para menos.

2 – Eletrólitos fazem toda diferença

Água pura e fresca é bom, mas eletrólitos são melhores ainda. A ciência da nutrição indica que bebidas eletrolíticas, como Gatorade e similares, ajudam a hidratação e reidratação, assim como manter a performance. Isso se deve ao sódio, magnésio, potássio, vitamina C, magnésio e cálcio que você perde transpirando. E como beber água uma hora cansa, o sabor ajuda a continuar mandando líquido para dentro.

Em dias mais quentes, quando você vai esvaziar a caramanhola várias vezes, uma ideia boa é levar no bolso da jersey eletrólitos em pastilha, tipo SUUM. Não pesam e sçao efervescentes, dissolvendo fácil na água.

Uma boa média em dias bem quentes é 1,2 litros por hora. Cada indivíduo é diferente, mas o importante é não deixar de se hidratar, nem que seja de de golinho em golinho.

3 – Congele uma caramanhola

Para um pedal de 40 ou 60 quilômetros você só leva uma garrafa? No auge do verão, tente levar mais uma, e deixe ela congelando no freezer durante a noite. Quer dar mais um upgrade? Congele água de coco. Você vai se agradecer muito pela autogentileza no meio do pedal, quando tiver bebida geladinha para refrescar.

4 – Saia cedo

Pedalar é acordar e sair cedo (ok, para a maioria das pessoas…). Mas nesses dias em que o termômetro bate os 40Cº, pode ser interessante sair uma hora mais cedo, ainda no escuro. Os cuidados para aproveitar horinha extra pedalando no fresco pedam cuidado apenas com a iluminação da bike. Confira esse detalhe, deixe tudo pronto ou quase pronto na véspera, e curta o incrível sol nascente do verão!

5 – Cuide da sua pele

É óbvio que a marca de ciclista é importante e que você julga e é julgado por ela. Entendemos. Mas pense no futuro também: o protetor solar vai garantir que sua pele dure muitos verões de pedal, com saúde plena. Prefira protetor solar resistente a água e suor e com fatores mais altos. Aplique pelo menos meia hora antes de sair de casa e tenha um tubo em tamanho menor para levar no bolso da camisa em pedais mais longos.

Não esqueça lugares críticos como laterais do nariz, atrás do pescoço e das orelhas. São áreas que esquecemos, apesar de serem as primeiras a serem atingidas pelo sol. Roupas leves e com proteção UV são uma super ajuda, porque absorvem suor e protegem do sol. Bonés de ciclismo, para usar por baixo do capacete, não são modinha, eles realmente ajudam a proteger o rosto do sol abrasivo.

6 – Planeje a rota e saiba ajustar os planos

Quando escolher sua rota, privilegie pedais com muitos pontos de água, lojas para reabastecer, cafés e lugares onde você possa encher a caramanhola. Prefira rotas em que seja possível fazer meia-volta, caso o calor se torne impossível.