Os 11 recordes mundiais mais insanos do ciclismo

Conheça os humanos que têm mostrado que, com uma bicicleta, (quase) tudo é possível

TEM A MORAL?: A bike mais "gigantesca" do mundo (Foto: Getty Images / Fabian Matzerath)

O Guinness Book – ou o bom e velho Livro dos Recorde – é apenas uma das provas de que a bicicleta rende os mais absurdos, fenomenais e loucos feitos. Nós, claro, amamos esses recordes mundiais — principalmente os mais insanos.

Que nós, ciclistas, queremos ir cada vez mais longe, mais rápido, mais veloz e “mais tudo”, isso já sabemos. Mas existem pessoas realmente dispostas a ir muito além em cima de uma bicicleta, fazendo ascensões verticais recordes, dando voltas ao mundo em tempo inimagináveis, atingindo velocidades de carros de corrida, construindo bicicletas que são verdadeiras obras de arte e de engenharia, e pedalando em lugares que nunca nem sonhamos.

Bom, os recordes mundiais sobre uma bike são inúmeros. Por enquanto, separamos 11 deles, para você ficar a par e se perguntar, “sério que isso é verdade?”.

Leia também: Rocky Spirit exibe filme sobre ruandês pedalou para bater um recorde mundial 

1. Pedal mais rápido pela Rodovia Pan-Americana

O ciclista britânico Dean Stott levou 99 dias para pedalar do Ushuaia, na Argentina, até Prudhoe Bay, no Alasca, arrecadando dinheiro para pesquisas sobre saúde mental. Stott começou a jornada em 1 de fevereiro de 2018 e terminou em 11 de maio – a tempo de ir no casamento de seu amigo Príncipe Harry.

2. Viagem mais rápida entre os pontos mais baixo e mais alto da Terra

(Foto: Getty Images / Feng Wei Photography)

Os ciclistas britânicos Pauline Sanderson, Dominic Faulkner e Jamie Rouan e o austríaco Geri Winkler partiram do Mar Morto em 21 de dezembro de 2005 e cruzaram a Jordânia, Síria, Turquia, Irã, Paquistão, Índia, Nepal e Tibete de bicicleta antes de escalarem o Everest, entre 18 e 21 de maio de 2006. A assombrosa subida (total) levou 150 dias, 19 horas e 15 minutos. Mais um desses recordes mundiais realmente insanos.

3. Circunavegação de bike mais rápida do mundo 

Paola Gianotti

Parafraseando Justin Timberlake no filme A Rede Social, andar de bicicleta do Mar Morto ao Monte Everest não é legal. Você sabe o que é legal? Andar de bicicleta ao redor do mundo. Entre os homens, Mark Beaumont (Reino Unido) levou 78 dias para começar e terminar em Paris, em 2017; três anos antes, a italiana Paola Gianotti circundou o mundo em 144 dias, começando e terminando em Turim, para assinalar o recorde feminino.

4. Maior subida vertical em 24 horas

Em maio de 2007, o austríaco Valentin Zeller subiu mais de 19 mil metros em 24 horas em seu país de origem. Nove anos depois, a francesa Stéphanie Gros (vídeo) subiu 14.300 metros no país dela.

5. Maior velocidade no vácuo, mais um desses recordes mundiais insanos

Se em 1995 o ciclista holandês Fred Rompelberg pedalou colado atrás de um carro dragster no Bonneville Salt Flats em Utah, chegando a 268 km/h, no ano passado o paranaense paranaense Evandro Portela pedalou a 202 km/h no vácuo de um carro possante (veja no vídeo acima).

6. A bicicleta mais alta

O americano Richie Trimble construiu esta bike de 6 metros de altura e apelidou-a carinhosamente de “Stoopidtaller” (algo como “A besta mais alta”) em 2013 — possivelmente só para ter um desses louco recordes mundiais do ciclismo só para ele.

7. Bicicleta mais longa

Para não ficar para trás, empreendedores australianos construíram uma bike de 41 metros de comprimento, que é duas vezes mais extensa do que uma pista de boliche. É provável que os ciclistas tenham caído da bike nas primeiras tentativas.

8. A bike mais gigantesca

(Foto: Getty Images / Fabian Matzerath)

São 7,6 metros de comprimento, 3,6 de altura e rodas com 3 metros de diâmetro. Esta criação alemã de 136 kg nasceu em 2012. Boa sorte para encontrar um bicicletário que a aceite.

9. Pedalar sem mãos durante uma hora

(Foto: Getty Images / Enrique Diaz/ 7 cero)

Em 2009, o americano Erik Skramstad pedalou 62 voltas ao redor da Las Vegas Motor Speedway sem tocar no guidão, acumulando 37,5 km ao longo do caminho.

10. Pedalar em pé no guidão

Enquanto isso, o francês Ivan Do-Duc só se concentrou no guidão em 2011, quando ficou de pé por 1 minuto e 39 segundos enquanto andava em círculos durante uma gravação para um canal de TV italiano. O que mais você esperaria de um veterano do Cirque Du Soleil?

11. Maior distância pedalada debaixo d’água

Em 2013, usando equipamentos de mergulho, o alemão Jens Stotzner, pedalou 6 km no fundo de uma piscina em Zirndorf, na Alemanha. Quer bater este recorde? Você terá que perder uma tarde inteira: o feito de Stotzner levou 4 horas e 48 minutos para ser concluído.