Alimentos que curam; e até aceleram a recuperação de fraturas

Ciclista, recuperar-se de uma lesão é como reformar a casa: uma rachadura é um bom motivo para você se cercar das matérias-primas certas e consertar o organismo

Alimentos que curam
Alimentos que curam: Aliados da fisioterapia (Foto: Shutterstock)

Por Kelly Bastone

QUANDO UMA LESÃO faz um ciclista ficar de molho, é comum a pessoa logo reduzir calorias até voltar a pedalar de novo – medo de engordar, né? Mas essa lógica não está tão correta assim. “Recuperar-se de uma lesão é como consertar uma casa”, diz a nutricionista esportiva Cynthia Sass, dos EUA. “Uma rachadura na estrutura exige matéria-prima para o conserto; no corpo, essa matéria-prima vem através do que comemos.” Em outras palavras, é bom se cercar dos “alimentos que curam”: proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes ajudam a curar feridas, relaxar tendões estressados e reparar ossos fraturados mais rapidamente.

Por isso, além das recomendações tradicionais dos médicos, como fazer fisioterapia ou aplicar gelo, por exemplo, é essencial pensar nas combinações certas de alimentos para acelerar a recuperação e voltar a pedalar logo. Veja para onde direcionar seu carrinho de compras na hora do supermercado para abastecer sua dispensa de alimentos que curam.

Alimentos que curam na seção de hortifrúti

Alimentos que curam
(Foto: Getty Images)

COMPRE: Cenoura, espinafre, batata-doce e couve para consumir bastante vitamina A. Invista em laranjas, morangos, pimentões e brócolis para vitamina C.

POR QUÊ: A vitamina A ajuda na produção de glóbulos brancos, que combatem infecções, “o que é sempre um risco quando há uma lesão”, explica Cynthia. Está comprovado que a vitamina C ajuda a cicatrizar lesões na pele e nos tecidos de forma mais rápida e consistente. Além disso, ela ajuda a reparar os tecidos conjuntivos e as cartilagens, contribuindo para a formação de colágeno, uma proteína importante que forma tecido cicatricial, vasos sanguíneos e até novas células ósseas.

Seção de carnes

COMPRE: Peru, filé mignon, peixe e frango.

POR QUÊ: As carnes magras são um desses alimentos que curam, porque têm muita proteína, que é um elemento fundamental para a produção de novas células. Em 2008, em um estudo publicado na revista científica Journal of the Federation of American Societies for Experimental Biology, pesquisadores da University of Ottawa (Canadá) identificaram uma proteína que atua como uma ponte entre os tecidos danificados, promovendo seu reparo. Como os atletas precisam de cerca de 112 gramas de proteína por dia (considerando uma pessoa com 79 kg, homem ou mulher) para ter a cicatrização ideal, consumir carne magra é um jeito fácil de alcançar essa meta mais rapidamente.

Leia também: Alimentos calóricos liberados pelos nutricionistas

Alimentos que curam
(Foto: Getty Images)

Seção de laticínios

COMPRE: Ovos, leite e iogurte  — alimentos que curam.

POR QUÊ: Esses três alimentos são boas fontes de proteína e, além disso, o leite e o iogurte contêm cálcio, o que ajuda na reparação dos ossos e dos músculos. A vitamina D dos laticínios melhora a absorção de cálcio e contribui para recuperar músculos lesionados e para a cicatrização óssea.

Seção de cereais

Alimentos que curam
(Foto: Getty Images)

COMPRE: Cereais de diversos tipos.

POR QUÊ: Entre outras boas substâncias, os cereais contêm zinco, que tem benefícios comprovados para o sistema imunológico e a cicatrização de feridas. Assim como a carne vermelha, os cereais fortificados são as melhores fontes (alguns oferecem 100% da ingestão diária recomendada) desse mineral. O zinco, por si só, não repara o tecido danificado, mas ajuda os nutrientes responsáveis por isso.

“Só não exagere na dose”, alerta Cynthia, que explica que o consumo excessivo – mais de 40 gramas ao dia para um adulto – desse potente mineral causa redução de colesterol HDL (o colesterol bom) e acaba suprimindo o sistema imunológico. Os cereais fornecem doses moderadas de zinco, assim como carboidratos integrais, que dão energia para os esforços de cicatrização do organismo e evitam que proteínas sejam usadas para nos fornecer energia — por isso estão na lista dos alimentos que curam. “O consumo de uma quantidade suficiente de carboidratos garante que o corpo use toda a proteína disponível para se recuperar”, explica Cynthia.

Seção de peixes

Alimentos que curam
(Foto: Getty Images)

COMPRE: Salmão, sardinha, cavalinha, atum e truta.

POR QUÊ: Além de fornecer proteínas, o peixe possui muitas gorduras ômega-3 e ácidos graxos que suprimem a inflamação, fator que retarda a recuperação de tendinites, de fraturas ósseas e de torções de ligamentos.