Paris terá a maior frota de bicicletas elétricas do mundo até 2019

O objetivo principal desta iniciativa é destacar o potencial ecológico das bikes elétricas

Pessoas pedalam em Paris, que se tornará a "capital mais verde" do planeta (Foto: CHRISTOPHE SIMON/AFP/Getty Images)

A região de Paris, que engloba uma área estendida da capital francesa de 10 milhões de habitantes, ganhará um sistema de bicicletas elétricas financiado pelo estado.

A partir de setembro de 2019, a agência de transportes Ile-de-France Mobilités (IDFM) fornecerá 10 mil bicicletas elétricas para locação, e expandindo o esquema para 20 mil bikes, o que transformaria Paris na cidade com o maior programa de bikes elétricas compartilhadas do mundo.

O serviço, batizado de Veligo, pretende incentivar as viagens diárias de bicicletas pela capital francesa, que hoje representa apenas 1,6% do total de deslocamentos pela cidade.

Leia também: Por que Amsterdam se tornou um paraíso às bikes

A Veligo complementará o atual sistema em vigor, o Velib, que já foi uma referência em compartilhamento de bikes no mundo. Mas, ao contrário das bikes das Velib, as elétricas Veligo poderão ser alugadas mensalmente pelos usuários, ao custo de 40 euros por mês.

Bicicletas elétricas como um “teste”

A Veligo seria uma maneira de as pessoas experimentarem uma bicicleta elétrica como uma alternativa de transporte em Paris para, em seguida, adquirir a sua própria bike. Cerca de 250 mil bicicletas elétricas foram vendidas na França em 2017, contra 2,7 milhões de bikes comuns.

Mas o principal desta iniciativa é destacar o potencial ecológico das bikes elétricas, já que são veículos limpos e que podem realmente substituir o carro nos deslocamentos curtos ou até a estação de trem mais próxima — coisa que não falta em toda a França.