Peter Sagan é envolvido em golpe de criptomoedas

Imagem Shutterstock

As provas clássicas estão chegando, mas em vez de estar 100% focado nelas, Peter Sagan está sendo obrigado a se defender de um golpe. Seu nome foi envolvido em uma fraude com criptomoedas e ele precisou ir à público para negar o envolvimento no esquema de enriquecimento rápido. 

O três vezes campeão do mundo fez uma declaração pública na última quarta-feira, apresentando um link com um artigo que dizia que fazia parecer que ele aprova um esquema em supostamente pode fazer “qualquer um se tornar um milionário em 3 a 4 meses”. 

+ Peter Sagan dá autógrafo enquanto sobe montanha mais difícil do Tour de France
+ Specialized S-Works Tarmac Disc: a bike do Peter Sagan

O artigo diz que Sagan foi a um programa de tevê falar das vantagens de investir em criptomoedas. Além disso diz que teria uma “entrevista exclusiva” com o ciclista da Bora-Hansgrohe. Segundo o artigo falso, ele teria investido €1,5 milhão.  

O artigo está hospedado em um site falso que parece ser de notícias, em que os links te levam a uma inscrição para uma plataforma de criptomoedas. Entre as frases atribuídas a Sagan, está: “Eu incentivo todos a verem este investimento antes que os bancos o proíbam” ou “você pode duvidar, porque soa bom demais para ser verdade.” 

“Eu nego categoricamente ter qualquer tipo de envolvimento, de qualquer forma, com todas as atividades mencionadas neste artigo”, disse Sagan nas suas redes sociais. 

“Nunca estive em contato com nenhuma das pessoas ou empresas mencionadas e qualquer alegação neste sentido é falsa.”

As criptomoedas têm sido tema de muitos golpes nos últimos anos. O embuste mais comum é levar as pessoas a se inscreverem em sites falsos para conseguir acesso a suas contas bancárias, com um tutorial passo-a-passo que pedia um investimento inicial de € 250. 

Os golpistas digitais usam nomes de diversas celebridades para fazer a plataforma falsa parecer confiável – Sagan foi a vítima mais recente, mas nomes como Bill Gates, Elon Musk e Richard Branson já foram envolvidos. 

“É uma época de crise e esse é o tipo de solução que as pessoas estão esperando”, disse Sagan. “Nós nunca tivemos na história uma época em que pessoas pudessem se aproveitar das outras tão facilmente com a promessa de ganhos fáceis antes.

Além de ter feito a declaração pública de que não tem nada a ver com o esquema, Sagan pretende processar os responsáveis, caso eles sejam identificados. 

A estreia de Sagan esta temporada foi na Vuelta a San Juan, antes de ir para a Colômbia para um training camp de altitude com vários colegas de equipe. É a primeira vez que ele não vai participar da prova Omloop Het Nieuwsblad na Bélgica, e volta às provas na Strade Bianche, na Itália, em 7 de março.