Por que as “balance bikes” são revolucionárias

Além de ensinarem as crianças a pedalarem mais cedo, as “balance bikes” desenvolvem outras habilidades

(Foto: Strider Bikes)

Desde 2007, quando a Strider e outras marcas de bicicletas de equilíbrio (também conhecidas como balance bikes, aquelas bicicletinhas que sem pedais, recomendadas a crianças a partir de dois anos de idade) começaram a aparecer no mercado, crianças têm redefinido como é aprender a andar de bicicleta.

Agora, graças às balance bikes, as rodinhas se tornaram praticamente obsoletas, e muitas crianças aprendem a se equilibrar em duas rodas antes mesmo de aprender a falar.

As bicicletas de equilíbrio aceleraram radicalmente a velocidade com que as crianças estão desenvolvendo habilidades sobre a bike. E o que está surgindo é uma nova geração de ciclistas que promete transformar os limites desse esporte – desde o equipamento de competição ao formato das trilhas. Portanto, não se assuste se daqui a uns anos o Red Bull Rampage estiver ainda mais radical.

“Estamos aproveitando o desejo inato de mobilidade das crianças”, diz Ryan McFarland, fundador da Strider. Ele fundou a marca depois de querer encontrar o melhor jeito para iniciar seu filho o quanto antes no mundo das bikes.

Leia também: Por que pedalar faz tão bem à saúde

Balance bikes ajudam a desenvolver o cérebro

Crianças ainda podem caminhar meio instáveis, mas em bicicletas de equilíbrio, elas rapidamente se tornam rápidas e seguras.

Em termos de desenvolvimento, as crianças ainda estão formando novos caminhos neurais e conexões – então, quando uma criança de dois anos aprende a andar de bicicleta, suas habilidades sobre a bicicleta são inseridas no cérebro. E, desde então, elas poderão se sentir mais seguras andando de bicicleta do que caminhando na calçada.

Eli Nolan aprendeu a “pedalar” em uma balance bike, aos 2 anos (Foto: Amy Nolan)
Eli, aos 11 anos, competindo sério no Colorado, EUA (Foto: Amy Nolan)

Por isso, crianças a partir de dois anos de idade são cada vez mais vistas em pistas e bike parks, onde aperfeiçoam as habilidades básicas e avançadas (veja o vídeo abaixo). Aos quatro anos, elas parecem estar prontas para pedalar bicicletas normais. Isso levou até algumas empresas a desenvolverem bikes infantis mais leves e eficientes.

A evolução trazida pelas balance bikes

Nos Estados Unidos, onde há diversas marcas preocupadas em desenvolver bicicletas de alta performance às crianças, notou-se um crescimento anormal de participantes nas categorias de MTB downhill abaixo de 18 anos. Sem contar que o número de atletas com menos de 14 anos cresceu exponencialmente.

Com isso, os próprios treinadores estão sendo desafiados a buscar novos métodos de treinamento que ajudarão na evolução desses mini-ciclistas. Alguns, no entanto, acham que as competições na idade infantil podem esgotar as crianças, que, quando finalmente chegarem à adolescência e tiverem maturidade para competir, estarão cansadas dessa vida de ganhar ou perder.

Mas o fato é que andar de bicicleta é muito bom para qualquer pessoa, independentemente da idade. As balance bikes são ótimas para as crianças que estão começando a aprender a andar de bicicleta, já que é algo bem seguro. Sem contar que pedalar em família é um presente a pais, mães, filhos, tios, sobrinhos… E a bicicleta de equilíbrio é o começo de tudo.

[Informações tiradas de reportagem de Kelly Bastone, para o site Bicycling.com]