Por que você deveria experimentar uma aula de spinning

Fizemos uma aula de spinning e voltamos para te contar por que você também deveria experimentar

Todo mundo empenhado no pedal na Spin'n Soul

Para quem ama pedalar na estrada, na trilha ou na rua, uma aula de spinning pode parecer algo um pouco sem graça. “Pedalar sem sair do lugar”, “pedalar no ar-condicionado”, “pedalar como se estivesse numa balada”… São frases geralmente usadas por ciclistas que negam veementemente a ideia de pedalar dentro de uma sala de ginástica.

Seja mais flexível. Uma aula de spinning não apenas queima calorias e emagrece. Ela pode ser o perfeito complemento de seu treino sobre a bike. Então, por que não mergulhar nos dois mundos? (ou nos três, se você é do mountain bike também).

Uma aula de spinning ainda pode ser uma boa opção para você retornar à bike – essas aulas certamente o ajudarão com isso. No começo,  você pode até achar estranho o professor – que em certas horas parece um palestrante motivacional – assobiar e colocar para tocar uma sequência de músicas eletrônicas enérgicas e hipnóticas para ditar o ritmo de pedal. Mas você vai perceber que isso é necessário para manter a intensidade da aula.

Portanto, veja a seguir alguns motivos pelos quais você deve experimentar uma aula de spinning.

  1. Qualquer um pode fazer aula de spinning

Se você nunca pedalou, e nem sabe se conseguirá manter o ritmo da aula, não se preocupe. O mais importante é você ir no seu limite. É legal acompanhar sua evolução: com mais aulas, conseguirá acelerar mais, colocar mais carga no pedal e pedalar em pé por mais tempo.

  1. Experiência única

As aulas de spinning privilegiam treinos intervalados, de alta intensidade. Em outras palavras, é um treino de qualidade. Aulas de spinning lhe darão uma outra noção de como pedalar, respirar e pensar no seu corpo. Sem contar que, se você deixar seu Shazam ligado enquanto pedala, vai ter uma playlist diferenciada de pop eletrônico, provavelmente algo muito diferente de tudo o que você já ouviu.

Leia também: Treino no rolo sem chatice

  1. Torcedores

Em uma aula de spinning, todos estão ali para apoiá-lo e incentivá-lo, do professor aos outros participantes. Há academias em que os alunos formam uma espécie de grande família. Se você acha que já tem tudo isso na estrada, pense que pelo menos o ambiente será diferente.

  1. É bom para o corpo todo – e não só para as pernas

Por ser em uma bicicleta estacionária, as aulas de spinning também o desafiam em exercícios de flexão (sobre o guidão) e de mudanças de pegada que trabalham força e equilíbrio dos membros superiores. Sem contar que é um ótimo exercício cardiovascular de baixo impacto. As aulas também incorporam o uso de halteres (de 3 kg), para exercícios de frotalecimento de ombros, bíceps e tríceps.

Placa que geralmente você não vê na estrada
  1. É conveniente

Se sua agenda estiver lotada, as aulas de ciclismo indoor são excelentes. Não é difícil marcar o pedal para o meio da noite, depois daquele dia que você teve que sair tarde do trabalho, por exemplo.

  1. É de baixo impacto

    A “grande família” do spinning da academia Spin’n Soul

Por ser um exercício de baixo impacto e sem grandes riscos, o ciclismo indoor é ótimo para pessoas que estão voltando de uma lesão ou se recuperando de um problema de saúde. Seus quadris, joelhos e tornozelos não vão levar uma surra. E para adultos mais velhos, que não querem começar em uma atividade que exige demais das articulações, o spinning é a melhor pedida.

Faça uma aula de spinning

Onde: Spin’n Soul (São Paulo, Ribeirão Preto, Sorocaba)
Aula avulsa – R$45
Pacote 10 aulas – R$ 380
Pacote 30 aulas – R$ 960
Spinsoul.com.br