Rodovias de São Paulo devem ganhar ciclovias

A promessa faz parte do Plano Cicloviário do Estado de São Paulo, que até 2028 também prevê mais ciclovias na cidade

Pedal Anchieta 2018 (Foto: saopaulo.sp.gov.br)

No último domingo, o Pedal Anchieta (a famosa Descida a Santos) reuniu mais de 30 mil ciclistas rumo ao litoral de São Paulo. Mais do que um evento isolado, ele foi coroado com o governador de São Paulo, Márcio França, assinando o decreto para regulamentar a Lei 10.095, que prevê o Plano Cicloviário do Estado.

Além de prever a ampliação da malha cicloviária de São Paulo até 2018 (que deverá chegar a 1.420 km de ciclovias), o decreto pressupõe a implantação de ciclovias nas rodovias do estado de São Paulo.

Márcio França assina por mais ciclovias (Foto: saopaulo.sp.gov.br)

Leia também: Ciclovias na Europa salvam vidas

O Plano Cicloviário tem como objetivo estruturar a implantação de ciclovias e ciclofaixas para promover a integração com o sistema intermunicipal de transportes.

As ciclovias terão prioridades sobre as ciclofaixas. Ainda está prevista a ampliação das ciclovias em todo o estado, sob coordenação da Secretaria de Logística e Transportes.

Os recursos do Plano Cicloviário do Estado de SP virão das Propostas Orçamentárias Anuais de todos os órgãos e Secretarias que são responsáveis por obras e segurança no trânsito.

Dentre os objetivos do Plano Cicloviário, listamos a seguir os principais.

–  Diminuição do número de acidentes;

– Criar critérios de planejamento para a implantação de ciclovias e ciclofaixas;

– Facilitar o trânsito no entorno das rodovias pavimentadas;

– Integração com o sistema de transportes intermunicipais;

– Conscientizar sobre o tráfego compartilhado nas rodovias;

– Incorporar a bicicleta no sistema de transporte intermodal.

(Fonte: saopaulo.sp.gov.br