Como a Síndrome de Burnout pode causar batimentos cardíacos irregulares

Por Danielle Zickl, da Bicycling USA

-> De acordo com um novo estudo do European Journal of Preventive Cardiology, o esgotamento excessivo pode levar afibrilação atrial (batimento cardíaco irregular). Para evitar que o burnout ocorra em primeiro lugar, é importante estar atento às suas necessidades físicas e mentais. Não se esforce demais, e tenha tempo para descansar e recarregar.

Os ciclistas são um grupo dedicado e esforçado que quer dar o seu melhor e acelerar o ritmo de todos os exercícios para ver o quão longe e rápido eles podem ir. No entanto, fazer isso constantemente pode levar a períodos de extrema exaustão.

Mas novas pesquisas sugerem que ir até o seu limite e se esgotar pode atrapalhar mais do que o seu treinamento, inclusive afetando o ritmo regular do seu coração e até levando a coágulos sanguíneos, derrame ou insuficiência cardíaca.

+ Dia de recuperação ativa: 10 opções do que fazer

Para este estudo, publicado no European Journal of Preventive Cardiology, os pesquisadores avaliaram os sentimentos de raiva, exaustão vital (comum na “síndrome de burnout”), depressão (juntamente com o uso de antidepressivos) e solidão de 11.000 pessoas. Eles acompanharam os participantes várias vezes durante um período de quase 25 anos para ver quem desenvolveu fibrilação atrial (batimento cardíaco irregular).

O estudo usou o Questionário de Exaustão Vital, que é uma pesquisa autorreferida que avalia sentimentos de fadiga excessiva e falta de energia, irritabilidade e desmoralização. De acordo com a Universidade da Califórnia, em São Francisco, “as pessoas geralmente atribuem esses sentimentos ao excesso de trabalho, ou a problemas no trabalho ou em outras áreas importantes da vida que a pessoa não foi capaz de resolver, ou a uma perda real ou simbólica. Portanto, sugeriu-se que [exaustão vital] é um estado mental no qual as pessoas chegam quando seus recursos para se adaptar ao estresse são destruídos.”

Eis o que os pesquisadores descobriram: Aqueles com os mais altos níveis de exaustão vital tinham 20% mais chances de desenvolver batimentos cardíacos irregulares do que aqueles que relatavam pouco ou nenhum sentimento de exaustão vital.

+ 6 sinais que a dieta está te fazendo um ciclista melhor

Então, qual é a correlação? Embora seja necessário fazer mais pesquisas para entendê-lo completamente, a síndrome do burnout em geral está associado ao aumento da inflamação e à ativação da resposta fisiológica ao estresse do corpo, de acordo com Parveen K. Garg, MD, professor assistente de medicina clínica da Universidade do Sul Califórnia.

Os atletas devem estar atentos a descansar adequadamente e reservar um tempo para si mesmo – mesmo que isso signifique receber uma massagem relaxante em vez de fazer exercícios – para ajudar a evitar que o burnout ocorra em primeiro lugar.

Garg concorda, acrescentando que comer uma dieta saudável, passar mais tempo ao ar livre, e ioga ou meditação também podem ajudar a controlar o estresse e evitar o cansaço – deixando você tanto mentalmente quanto fisicamente mais saudável.

Os sintomas da fibrilação atrial incluem sentir batimentos cardíacos prematuros, isto é, percepção de que o coração pula um batimento; sensação de que o coração está acelerado; falta de ar; fraqueza; tontura; desmaio ou dor ou desconforto no peito, de acordo com a Clínica Mayo. Além disso, o Apple Watch Series 4 e Series 5 podem detectar problemas cardíacos como fibrilação atrial. Se sentir algum sintoma, consulte o seu médico imediatamente.