Tour de France: disputa milimétrica na etapa mais longa da prova

O holandês Dylan Groenewegen foi o mais rápido; Giulio Ciccone mantém a camisa amarela

O holandês Dylan Groenewegen (Jumbo-Visma) venceu hoje a 7ª etapa do Tour de France  2019 em um sprint milimétrico. A disputa ficou entre ele, Peter Sagan e Caleb Ewan. Mas Dylan levou a melhor por alguns centímetros de vantagem para Caleb.

O italiano Elia Viviani bem que tentou, mas cansou cedo, terminando em sexto.

View this post on Instagram

Una volata magistrale regala a @dylangroenewegen il successo nella 7ª tappa del #TDF2019. Dietro di lui @calebewan e @petosagan. Quarto posto per @sonnycolbrelli mentre @eliaviviani si deve accontentare del 6º posto dopo un lavoro eccellente della @deceuninck_quickstepteam. Presto la classifica aggiornata a cura di @peppe_piazza_! 🔥 Tag someone who should watch it! ┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈ 👍🏼 Be sure to follow @ale_emmei (my private profile). 👉🏻 Tag your photos #StrongCycling for a chance to be featured! 🌐 Don’t forget to join us on telegram, link in bio! ┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈ #TourdeFrance #Sprint #DylanGroenewegen #TDF #JumboVisma #EliaViviani #GrandeBoucle #PeterSagan #CiclismoItaliano #Strava #Cyclist #Velo #FromWhereIRide #CyclingPics #RoadsLikeThese #Bicicletta #BikeRiding #Baaw #RoadBikes #GoProCycling #CyclistLife #CyclingAddict #RideMore #BicidaCorsa #RideWithaView #InSearchOfUp #Lifeon2Wheels ┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈┈

A post shared by 𝕹𝖊𝖜 𝖆𝖈𝖈𝖔𝖚𝖓𝖙 𝖔𝖋 𝕾𝖙𝖗𝖔𝖓𝖌_𝕮𝖞𝖈𝖑𝖎𝖓𝖌 (@strong_cycling01) on

A sétima etapa (Belfort>Chalon-Sur-Saône) foi – e continuará sendo – a mais longa de toda a competição, com 230 km.

>> Os ciclistas que irão brilhar no TDF 2019

Líder na classificação geral, o italiano Giulio Ciccone (Trek-Segafredo) manteve a camisa amarela. Agora ele tem 6 segundos de diferença para o francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), o vice-líder do Tour de France.