Tour de France: equipe Astana domina o pelotão no fim de semana

Astana domina fim de semana do Tour de France, que chega à última semana totalmente incerto

Nielsen, Izaguirre e Mollema, só estudando a hora de atacar (Foto: Aso/Alex Broadway)

Em sua primeira participação e um Tour de France, o dinamarquês Cort Nielsen conseguiu vencer a 15ª etapa na competição. Com isso, ele assinou a segunda vitória consecutiva da equipe Astana. No sábado, o espanhol Omar Fraile, parceiro de Cort na Astana, honrou os espanhóis em uma etapa de montanha de 188 km com chegada em Mende (em 2005, seu conterrâneo Marcos Serrano abriu essa conquista para os espanhóis, que foi repetida em 2010 por Joaquim “Purito” Rodriguez).

Neste domingo, o percurso montanhoso de 181,5 km entre Millau e Carcassonne, no sul da França, foi Cort, de 25 anos, que mandou melhor. O dinamarquês esperou a hora certa para atacar nos últimos metros, um sprint final contra o espanhol Jon Izaguirre (Bahrain-Merida) e o holandês Bauke Mollema (Trek-Segafredo) – veja no vídeo abaixo.

O camisa amarela Geraint Thomas (Sky) e seu parceiro de equipe, Chris Froome, os mais apontados para vencer o Tour deste ano, chegaram no pelotão, a 13 minutos do líder, mas ainda se mantêm no topo da classificação geral da prova.

Tom Dumoullin

O holandês Tom Dumoulin,  terceiro na classificação geral, preferiu ficar só na marcação dos ciclistas da Sky, garantindo sua posição para a semana derradeira do Tour de France 2018. Talvez ele esteja esperando para atacar no próximo contrarrelógio, ou então na “etapa relâmpago” de 65 km que os organizadores do Tour reservaram para esta edição.

Leia: Tom Dumoulin é o cara que pode bater Froome e a Sky