Trek – Lançamento linha 2018

Por Albert Pellegrini

Nessa segunda-feira (28/08), a mídia especializada se encontrou no evento de lançamento das bicicletas da Trek e produtos Bontrager, em Itú, interior de São Paulo.

Depois de um café da manhã, o gerente de marketing da marca, Rafael Niro, brifou a todos de como seria o dia. Vestimos os uniformes de ciclismo e fomos testar as bicicletas de estrada.

Havia duas opções: fazer um pedal longo, de cerca de 50 minutos, com um modelo, ou ficar num trecho mais curto testando vários. Escolhi a segunda opção, e pela minha surpresa, somente eu e Alex Loy, da Trek, preferimos ficar nas redondezas do hotel.

Alex é o engenheiro responsável pela inovação e desenvolvimento tecnológico de novos produtos na fábrica de Waterloo. Com isso, tive oportunidade de conversar diretamente com o responsável pela criação da tecnologia que eu estava pedalando naquele momento.

As roadies

Comecei com a Émonda e Domane SL5, dois modelos intermediários com grupo 105 e componentes idênticos. A Émonda assustou com seu arranque e traseira leve. Com a Domane, fiz questão de andar numa estrada de cascalho e surpreendeu pelo conforto. Conseguia manter a pedalada forte mesmo no terreno acidentado. Deu para entender a participação do Cancellara no desenvolvimento do sistema IsoSpeed.

Émolda SL5

O IsoSpeed é uma tecnologia que faz com que o canote e mesa disssipem a vibração do solo antes de chegar no corpo. Dá para passar um bom tempo sobre o selim de forma confortável. Ideal para um Granfondo ou brevet de audax.

Domane SLR6 vem na versão Disc e Caliper

Na sequência peguei o canhão que é a Madone 9.0: a oportunidade de brincar de sprintista profissional. O design limpo com os conduítes internos e guidão integrado com a mesa deixam claro a extrema obsessão pela aerodinâmica. Até os freios são adaptados e exclusivos! No novo modelo é possível a instalação de mesa e guidão normais, projeto desenvolvido pelo Alex. Mesmo assim são mais de 10 tamanhos de mesa e guidão integrados.

Essa é a Madone 9.5 feminina, com componentes específicos nas zonas de contato

Terminamos esse último teste no momento em que o pessoal que fez o pedal longo chegou. Entramos todos na van e fomos para o Nore Bike Park, ali pertinho de Itú.

Não cheguei a andar na nova Émonda. Seu quadro que já era muito leve ficou mais leve ainda para 2018, com apenas 640g na versão com freios caliper.

Émonda é o modelo usado por Alberto Contador

As mountains

Comecei com a ProCaliber 8, hardtail com sistema IsoSpeed. Adorei! Para quem é ciclista de estrada, deixar a traseira fixa só com o sistema isolando as vibrações é perfeito. Parece uma boa opção para provas de maratona. Fica bem confortável e sem perder o fit da pedalada como em uma full suspension.

Procaliber 8 com sistema IsoSpeed

Depois ataquei de Top Fuel, uma full suspension muito superior do que minha rasa experiência no mtb. Talvez tivesse que andar um pouco mais para me adaptar à suspensão traseira nas curvas técnicas, mas fora isso a bike é muito “na mão” e responsiva.

Top Fuel 9.8

Mercado e Bontrager

Voltamos para o hotel, tomamos banho, almoçamos e fomos direto para uma palestra sobre o mercado mundial de bicicletas e o posicionamento da marca no Brasil com a Diretora de Negócios Internacionais, Maureen Muldoon, e o presidente no Brasil, Luis Felipe Praça.

Interessante conhecer a importância na forma de preparação dos vendedores da marca nas lojas e o novo layout dos displays dos produtos e bicicletas.

Em seguida, Erick Azzi apresentou uma série de novidades da Bontrager. Tudo foi repensado, redesenhado e os preços baixaram. Todos os capacetes estão vindo com o sistema Boa, igual das sapatilhas, para ajuste. As sapatilhas estão bonitas e mais sóbrias, assim como o vestuário. O crescimento esperado da Bontrager para 2018 é enorme em razão dessas mudanças.

Campanha pela segurança no trânsito

A Trek está com uma campanha que incentiva o ciclista a ser visto no trânsito, seja em deslocamentos ou treinando. Cores chamativas e sistemas de luzes novos foram desenvolvidos com essa premissa de segurança e proteção da vida.

Uma pesquisa revelou que 80% dos acidentes envolvendo ciclistas acontecem durante o dia, assim a campanha incentiva o uso de luzes em qualquer momento.

Por todo trabalho desenvolvido pela equipe da Trek e Bontrager no Brasil, parece que ela também vai aparecer bem no mercado.

Você pode encontrar mais informações no: https://www.trekbikes.com/br/pt_BR/

 

COMPARTILHAR