Tributo a um dos poucos mecânicos de bicicleta cegos

Ken Bokowski montava 8 bikes por dia

Ken Bokowski em seu trabalho (Foto: via buffalonews.com)

O norte-americano Ken Bukowski ficou conhecido como um dos poucos mecânicos de bicicleta cegos da América do Norte.

Quando os clientes chegavam à bicicletaria onde ele trabalhava, em Buffalo, Nova York, demoravam a perceber que Ken era cego, de tão natural e eficiente que ele era.

Ken deixou de enxergar aos 24 anos, em 1980, depois tomar um tiro na cabeça. Então ele foi encaminhado a uma associação que ensina cegos a digitarem, e logo foi inscrito em um programa piloto para formar mecânicos de bike.

Em seguida, o proprietário da Shickluna Bike Shop, Tom Pallas, o contratou.

“Ken pegou o jeito do trabalho rapidamente”, disse Tom.

Como um dos poucos profissionais cegos da bike na América do Norte, Ken trabalhou na tradicional Shickluna Bike and Darts, em Buffalo (NY) até setembro.

Sua função era montar bicicletas novas assim que elas chegavam à loja.

Leia também: O ciclista cego dos Himalaias

“Em um dia bom, eu consigo montar o bikes em oito horas”, disse Ken em uma entrevista em 1987. “Eu provavelmente poderia aumentar esse número, mas atendo o telefone da loja e também faço outras coisas”, disse.

Ken Bukowski: ajuda aos cegos e um grande exemplo de ser humano

Nascido em Buffalo, no estado de Nova York, Kenneth Bukowski foi uma das quatro crianças adotadas por Leo e Adele Bukowski. Depois do ensino médio, ele trabalhou com o pai, e aprendeu a consertar equipamentos de restaurante, uma habilidade que o ajudou a se tornar mecânico de bicicletas.

Desde 1983, Ken ajudava a organizar a maratona anual de bike Ride in Plain Sight, na qual ciclistas com alguma deficiência visual pedalavam com algum parceiro (que enxerga).

Ken morreu em 11 de novembro de 2018 em um hospital em Cheektowaga (NY), aos 65 anos, depois de uma luta contra um câncer. Ele deixou mulher, filha, irmãos, netos e bisnetos.

(via buffalonews.com)