Velha de guerra: a bicicleta que foi usada na Primeira Guerra Mundial

Ela era usada pelo batalhão de ciclistas para transportar 40 kg de equipamentos de guerra, cobrindo até 50 km em uma noite

A bike de um século (Foto: Brandon Harder / Regina Leader-Post)

Respeite esta senhora bicicleta; ela é, literalmente, uma “velha de guerra”, com 102 anos de idade e muita história “para contar”. O soldado que a utilizou na Primeira Guerra Mundial teria carregado mais de 40 kg de equipamentos de guerra por mais de 50 km. Durante a noite. E ainda ele tinha que lutar no dia seguinte.

Seu atual dono, o canadense Brad Christensen, a adquiriu em uma fazenda em seu país. Ela estava encostada no canto de um celeiro, e recentemente, depois de devidamente restaurada, passou uma semana em exibição em uma loja de bicicletas em Regina, capital da província de Saskatchewan, Canadá.

“Ela representa apenas uma pequena parte da história”, disse Brad.  “Mas uma parte que estava esquecida.”

Sua intenção é relembrar e homenagear o centenário do Dia do Armistício, uma data que marca o fim simbólico da Primeira Guerra Mundial, em 11 de novembro de 1918.

Leia também: A história da bicicleta no futebol

“Como a bicicleta chama a atenção, as pessoas começam a perguntar, e quando vão embora têm mais conhecimento e admiração.”

Brad Christensen, responsável pr manter a memória viva (Foto: Brandon Harder / Regina Leader-Post)

“Velha de guerra” restaurada

Depois de comprá-la, Brad a restaurou, mas mantendo a originalidade, como uma bomba de ar acoplada e um farol que funciona a óleo e carvão. Ele substituiu o selim, os pneus e uma sacola de ferramentas de couro, pois as originais estavam apodrecendo.

A buzina, original, ele conseguiu comprar na província de Nova Escócia, também no Canadá.

Tudo isso para mostrar a importância do batalhão de ciclistas da Primeira Guerra, que foi formado em 1914, basicamente por voluntários. Eles se posicionavam na linha de frente, transmitindo mensagens e reunindo os mortos. E, na guerra, as bicicletas levavam certa vantagem sobre os cavalos, já que elas não tendem a fugir depois que um tiroteio começa.

[via leaderpost.com]