5 alongamentos para os glúteos que você deveria fazer

Por Ashley Mateo, da Runner's World US

Alongamentos de glúteos previnem lesões, fortalecem o quadril e te deixam mais flexível

Se você não está dando a devida atenção aos seus glúteos, você pode estar a caminho de ter dores nas costas ou problemas de mobilidade do quadril.

+ Dois exercícios fáceis para fortalecer o quadril
+ Chegue aos 90 anos pedalando

E ficar sentado boa parte do dia, mesmo que seja para pedalar, pode causar rigidez indevida no core. Por isso, para ter o alongamento necessário, faça esses exercícios a seguir sempre que terminar o pedal. Eles vão te ajudar a ser mais flexível, forte e evitar lesões.

5 alongamentos para os glúteos

1. Ponte

Ajuda a estabilizar a pélvis. É melhor realizá-lo no início de uma sessão de alongamento ou de trabalho de força, para aquecer os glúteos e quadris.

 

2. Postura da pomba

A postura da pomba é excelente para os atletas, pois alonga vários músculos importantes ao mesmo tempo: glúteo máximo, glúteo mínimo, quadril e piriforme. Esses músculos desempenham papel importante, principalmente ajudando a prevenir lesões.

 

3. Alongamento empilhado – glúteo e joelho

Alonga profundamente os quadris, glúteos e a cadeia cinética até os tornozelos. Aprofunde gradualmente o alongamento a cada expiração; isso irá melhorar seus resultados.

 

4. Alongamento formando o numeral “4”

Este é um dos alongamentos que atinge os glúteos e os piriformes, assim como a sua versão sentada. Mas estar ’em pé’ significa que você também está se concentrando no equilíbrio e na estabilidade da perna aterrada, ajudando a fortalecer o core.

 

5. Alongamento formando o numeral “4” deitado

É especialmente bom para atletas menos flexíveis – de costas, é mais fácil iniciar, e você pode aprofundar o alongamento de acordo com o seu nível de flexibilidade. Esta postura possibilita um ótimo alongamento para o glúteo máximo e os flexores de quadril.