Bicicletas da Yellow deixam de circular no Brasil

Por Redação

A Grow, startup de mobilidade responsável pelas operações das bicicletas compartilhadas Yellow, anunciou nesta quarta-feira (22) a retirada de suas bikes das ruas brasileiras “temporariamente”.

De acordo com um comunicado, a decisão faz parte de um processo de reestruturação e ajuste operacional da Grow, que também opera os patinetes Grin, para continuar prestando os serviços de forma “estável, eficiente e segura”.

“Ao examinarmos nossa presença atual e as necessidades operacionais em cada uma de nossas cidades, tomamos a decisão de reestruturar o Grow. Como resultado, estamos encerrando nove regiões no Brasil e reduzindo nossa equipe em aproximadamente 25% em toda a região, principalmente no Brasil e no México, onde a maioria dos funcionários está concentrada”, afirma Jonathan Lewy, CEO da Grow no comunicado.

+ Yellow restringe área de atuação e frustra usuários
+ Mortes de ciclistas aumentam 64% na cidade de São Paulo em 2019

As bicicletas Yellow estão temporariamente fora de circulação. Elas foram recolhidas das ruas para que sejam submetidas a um processo de checagem e verificação das condições de operação e segurança.

A empresa está em busca de parcerias públicas e privadas para fortalecer e expandir sua operação. “O mercado da micromobilidade é fundamental para revolucionar a forma como as pessoas se locomovem nas cidades e continuamos acreditando que esse mercado tem espaço para crescer na região”, explica o CEO.

A Grow segue operando apenas patinetes em São Paulo (SP), no Rio de Janeiro (RJ) e em Curitiba (PR). A empresa vai encerrar suas operações de patinetes em Belo Horizonte (MG); Brasília (DF); Campinas (SP); São José dos Campos (SP); Florianópolis (SC); Goiânia (GO); Guarapari (ES); Porto Alegre (RS); Santos (SP); São Vicente (SP); Torres (RS); São José (SC); Vitória (ES) e Vila Velha (ES). As patinetes que estavam nessas cidades serão transferidas para as cidades em operação.

A startup de mobilidade está presente em 7 países da América Latina e  já realizou mais de 20 milhões de corridas. Em parceria com uma consultoria de RH, a Grow está buscando a recolocação dos colaboradores demitidos.