“Ciclovias são mais do que vias seguras para bicicletas”, diz cicloativista

A brasileira Aline Cavalcante participou de um debate sobre mobilidade urbana no Colorado (EUA)

cicloativista
Aline no rolê de bike por Denver

A cicloativista brasileira Aline Cavalcante esteve no último dia 25 de setembro na cidade de Denver, no Colorado (EUA) para participar da Bienal das Américas, um evento bianual que reúne diversas iniciativas inspiradoras nos setores da arte, música, cultura e lideranças.

O objetivo do evento é reunir representantes das Américas do Norte e do Sul para debater contextos locais e soluções globais em relação a problemas que afetam o nosso continente. Neste ano, o tema foi “Empatia em Ação”. E assuntos como migração, desigualdade social e mudanças climáticas estiveram em pauta.

>> Como a bicicleta pode livrar a sociedade do preconceito 

Na mesa em que Aline esteve presente, foi discutido mobilidade urbana e equidade ao lado dos especialistas, como Clarisse Linke, Sean Hertel, Robin Mazumber e Eugene Howard.

“Na minha fala, fiz questão de mostrar o quanto que as infraestruturas cicloviárias de São Paulo – ainda que em poucas quantidades e muito concentradas – são benéficas para a vitalidade da cidade”, explica Aline.

cicloativista
Palestrando durante a Bienal das Américas

“Num contexto de tantas desigualdades sociais e violências no trânsito, as ciclovias e ciclofaixas serviram muito mais do que vias seguras para bicicleta”, segue Aline.

“Elas também são espaços de convivência, de diversidade e de promoção da cidadania, ao incluir pedestres, pessoas com mobilidade reduzida, crianças, idosos, skatistas, catadores de materiais recicláveis e todos aqueles que não conseguem ter acesso à cidade com segurança. Investir em bicicletas demonstrou ser muito mais do que uma questão de transporte por si só. É essencialmente uma questão social, que expõe muitas vezes os preconceitos da nossa sociedade às pessoas menos favorecidas e praticamente invisíveis ao planejamento urbano”, conclui a cicloativista.

Nossos governantes bem que poderiam estar antenados em eventos como este, que enaltecem cidadãos.