Ela parou para comer no McDonald’s enquanto batia um recorde no ciclismo

Rebecca Rusch comeu praticamente de tudo para pedalar cerca de 1.700 km em 8 dias

McDonald's
(Foto: Corey Rich)

Mcdonald’s e Subway na trilha de Rebecca Rusch – Ela é conhecida por vencer seus limites: a atleta de aventura e ciclista de resistência Rebecca Rusch é cinco vezes campeão do Dirty Kanza, três vezes campeã mundial de mountain bike 24 horas, e campeã mundial do Gravel Bike Racing de 2015, só para citar algumas de suas conquistas.

Em sua mais recente empreitada, ela acaba de registrar o tempo mais rápido conhecido para completar o circuito externo da Arkansas High Country Trail – uma nova trilha pedalável de quase 1.700 km que dá a volta em todo o estado esse estado norte-americano. Rebecca é a primeira ciclista a cruzar esta trilha de ponta a ponta, um feito que levou 8 dias, 3 horas e 33 minutos.

>> Proteína em excesso não é bom, diz estudo

>> O pão não é o seu inimigo

Manter-se nutrido durante todo um desafio como este não é fácil. Planejamento e paradas em restaurantes fast (ou junkie) food, se fizeram necessários — nem o McDonald’s passou batido. A seguir, ela conta mais detalhes de como se manteve abastecida para este desafio.

Planejamento

Manter-se abastecida em um pedal como este é sempre um dos maiores desafios. Lojas de conveniência geralmente ficavam a mais de 200 km de distância, e muitas vezes elas estavam fechadas quando eu chegava. E os produtos não eram dos melhores.

Como o trajeto levou oito dias, e eu fui de maneira autossuficiente, não pude carregar comida para tantos dias. Então tive que planejar com antecedência, nos mapas da Adventure Cycling Association, para saber quando estaria pela próxima cidade para reabastecer de comida. Durante o reabastecimento, eu planejava quantas horas de comida eu precisaria, e depois das compras, tudo ficava guardado na minha bolsa de quadro e na minha mochila.

Algumas das escolhas alimentares em lojas de conveniência eram coisas como peru, nozes, bananas, queijo e barras de cereais. Em outros lugares, havia restaurantes com sanduíches caseiros ou burritos, e eu comprava dois – comia um ali mesmo e levava o outro comigo. Eu também tive que parar em vários restaurantes fast food, incluindo McDonald’s e Subway.

Comidas indispensáveis

Qualquer coisa portátil ou compacta na bicicleta é importante. Eu sempre escolho comida fresca e comida embalada, se eu puder — frutas, sanduíches e burritos são exemplos de coisas que não são embaladas, mas em vez disso, foram feitas frescas em um café ou restaurante.

Eu também preciso ter energia e estar alerta o tempo todo [nesses tipos de pedais longos], então eu coloco Red Bull na minha garrafa de água e encho o resto da garrafa com água, para não ter que carregar latinhas de Red Bull.

Outros alimentos, como queijo, abacate, sanduíches, burritos e frango frito satisfazem minhas quantidades de gorduras e proteínas. E meu corpo anseia por sal quando está trabalhando duro, então eu gosto de ter um pacote de Fritos, castanhas salgadas e batatas fritas sempre ao meu alcance.

McDonald's
Rebecca e seu pacote de Fritos (Foto: Rebecca Rusch)

É bom saber o que funciona

Eu levo algumas coisas testadas e comprovadas nas quais confio religiosamente em pedais longos. Essas coisas são: GU Roctane, magnésio GU Nutrition, comprimidos probióticos e eletrolíticos, cápsulas CBD – que ajudam contra a inflamação durante os longos dias na bicicleta – e GU Recovery. Eu complemento com comida que eu posso encontrar pelo caminho. Eu estou queimando quantidades insanas de calorias em um pedal como este, onde eu passo entre 12 e 15 horas em cima da bike. Portanto, o combustível se torna uma parte essencial dessa equação do sucesso.

McDonald’s? Não, nada bate uma refeição caseira

De longe, a melhor refeição que eu fiz ao longo da trilha foi no quarto dia, na cidade de Oark, Arkansas, quando uma mulher chamada Mary me fez arroz, feijão e pão de milho caseiro. A única loja da cidade estava fechada, ela ficou com pena e cozinhou para mim no jantar. Foi a melhor refeição do mundo! Feita com amor!