Giro d’Italia 2019: Primoz Roglic ainda é o cara a ser batido

Depois da primeira semana do Giro, o italiano Valerio Conti ainda é o camisa rosa do Giro, mas até quando?

Primoz Roglic durante a 9ª etapa do Giro d'Italia 2019 (Foto: Tim de Waele/ Getty Images)

O último domingo, 19 de maio, a 9ª etapa do Giro d’Italia 2019, um contrarrelógio de 35 km em San Marino, serviu para mostrar que o esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma) é o cara a ser batido nesta edição da primeira Grande Volta do ano.

Apesar do belga Victor Campanaerts (Lotto-Soudal), atual detentor do recorde da hora e favorito a levar esta etapa, ter alegado problemas mecânicos nos últimos metros, Roglic provou que está em vias de vencer seu primeiro grande tour.

Na classificação geral, Roglic não conseguiu tirar a camisa rosa de líder do italiano Valerio Conti (UAE). Mas ele agora pulou para o segundo lugar. E apesar de os maiores favoritos, além de Conti e Roglic, estarem embolados com menos de 4min30 de diferença, o esloveno se apresenta quase imbatível.

>> O alimentos estranhos que os ciclistas adoram

>> Quem vai vence o Giro d’Italia 2019

Roglic prefere não assumir o favoritismo, afirmando que ainda há muita corrida pela frente. Mas a primeira semana de Giro serviu como um forte indicativo: Roglic vem de um quarto lugar na classificação geral do Tour de 2018, em uma linda atuação nos Alpes. Sim, parece não haver fraquezas em seu repertório. O esloveno foi a nossa aposta antes mesmo do começo do Giro, mas sabemos que os maiores desafios, as maiores escaladas, ainda estão por vir.

Clique AQUI http://www.giroditalia.it/eng/rankings/ e confira a classificação geral do Giro depois de 9 etapas (a 10ª acontece nesta terça-feira, dia 21 de maio).