Um grupo de mulheres que já viajou mais de 1 mil km no pedal

Elas estão quebrando o tabu de que mulher não deve viajar sem a companhia de um cara

mulheres
(Foto: Dea Muner)

Naturais de São Paulo (SP), essas mulheres têm entre 23 e 27 anos, e estão mais vivas do que nunca.

Cinco amigas, cinco magrelas, centenas de quilômetros pedalando lado a lado pelos rincões do Brasil e vizinhanças.

>> Elas mudaram o ciclismo para sempre

Primeiro, o quinteto de brasileiras se aventurou pelo litoral do Uruguai, em 2018, quando percorreram 900 km em um mês. Dea Muner (26), Rita Barossi (26), Mayte Albardía (26), Thaís Viyuela (27) e Olivia Kari (23) se conheceram na universidade e tinham em comum o gosto por viajar e pedalar.

“É incrível como o grupo se fortalece estando em mulheres”, contam. Neste ano, o destino escolhido foi o Nordeste: cruzaram 877 km em 25 dias, do Ceará a Pernambuco.

Sozinhas, livres, curtindo a juventude e quebrando o velho tabu de que mulher não deve viajar de bike sem a companhia de um cara. No perfil delas no Instagram, dá para ver que, entre praias, cervejinhas no fim do dia, acampamentos sob mil estrelas, panes mecânicas e muito companheirismo, mulheres juntas são impossíveis de parar.