Nino Schurter é octocampeão mundial de mountain bike

O brasileiro Henrique Avancini ficou entre os top 10

Nino Schurter

Depois de uma prova disputada no começo, o suíço Nino Schurter se tornou octocampeão mundial de mountain bike cross-country (XCO) – 2009, 2012, 2013, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019. Pela primeira vez alguém consegue vencer o mundial por cinco vezes seguidas. O brasileiro Henrique Avancini, que chegou a liderar a prova em alguns momentos, ficou em apenas 10º lugar.

Aconteceram hoje em Mont-Saint Anne, Quebec, no Canadá, a disputas de MTB Cross-Country (masculino e feminino) do UCI Mountain Bike World Championships, ou o Campeonato Mundial de Mountain Bike.

Entre os homens, Avancini largou na frente, e disputou durante a primeira metade da prova a liderança com Nino Schurter e com o tcheco Ondrej Cink.

>> Assista ao campeonato mundial de MTB ao vivo

Na terceira volta, Avancini liderava o pelotão da frente, com o suíço Mathias Flueckiger logo atrás. Mas ainda na terceira volta Avancini foi ultrapassado por Mathias e Nino, um pouco antes do início da segunda subida. E então Nino assumiu novamente a liderança para não perder mais.

O francês Stephane Tempier também entrou na disputa. Mathias Flueckiger teve problemas na bike no fim da quarta volta, perdendo tempo em relação aos primeiros colocados.

Na quinta volta, Nino Schurter e Tempier abriram quase 30 segundos de vantagem em relação ao pelotão de perseguição.

No final, dobradinha suíça (Nino em primeiro e Mathias em segundo), depois que o italiano Gerhard Kerschbaumer teve um furo nas últimas curvas, terminando em quinto. O bronze ficou com o francês Stephane Tempier.

Os brasileiros

Henrique Avancini ficou em 10º, Luiz Henrique Cocuzzi terminou em 41º, Sherman Trezza em 61º, Guilherme Muller em 74º, Rubens Valeriano em 78º e Kennedi de Oliveira em 79º.

Confira a classificação final geral clicando AQUI.

As mulheres

A francesa Pauline Ferrand-Prévot, que compete em diversas modalidades do ciclismo, se consagrou bicampeã mundial, repetindo o feito de 2015.

A suíça Jolanda Neff ficou com a prata e a australiana Rebecca McConnell com a bronze.

Entre as brasileiras, Jaqueline Mourão ficou em 47º lugar e Viviane Favery em 61º.

Clique AQUI para ver a classificação geral completa.