Nova Specialized Epic HT é supermáquina de leveza e rapidez

Hoje é o lançamento mundial da nova versão de uma das bicicletas mais icônicas do mountain bike, a Epic HT da Specialized.

A Bicycling Brasil testou, nas trilhas técnicas de Lake Tahoe (Califórnia), esta que é a mountain bike com o quadro mais leve do mundo hoje – tem apenas 775 gramas (versão S-Works tamanho M). O modelo 2019 da mais veloz “rabo duro” (suspensão apenas na frente) da marca norte-americana levou anos para ser desenvolvido por um equipe que tentou desvendar um grande mistério. Como tirar peso de uma bike já bastante leve, porém sem comprometer a segurança e, o mais doido, aumentando seu conforto e sua dirigibilidade?

Algumas pistas (a explicação completa você na reportagem de nossa versão impressa da edição de setembro/outubro): só a pintura do quadro S-Works pesa ridículos 15 gramas. Outra “mágica” se deu nas diversas experiências com a fibra de carbono usada pela Specialized, para que atingisse a melhor rigidez, a torção mais adequada e a leveza mais absurda.

A Epic HT possui uma curta distância entre seus eixos para manuseio ágil, com uma posição de pilotagem mais centralizada para maior controle. “Conseguimos tudo isso relaxando o ângulo da caixa de direção para 68.5 graus, reduzindo o deslocamento do garfo (para 42 mm) e utilizando mesas mais curtas (60-75 mm) em todos os tamanhos de chassis”, explicaram os designers da marca californiana.

>> Siga essas dicas para mandar bem no mountain bike
>>Roubaix 2019: Specialized apresenta sua novíssima bike estrada

Nossa diretora de redação, Erika Sallum, foi para a Califórnia (a convite da Specialized), para testar a nova Epic HT. “Lá pelo início dos anos 2000, tive uma Epic rabo duro. Foi muito impressionante pedalar com o modelo 2019 e perceber como a engenharia ciclística transformou totalmente a sensação do mountain bike”, diz ela. “Nunca fui uma boa mountain biker, mas teria me saído muito melhor se tivesse anos atrás uma MTB como as de hoje.”

A Specialized Epic HT chegará em breve ao mercado brasileiro. Enquanto isso, leia mais sobre ela na próxima edição da revista Bicycling Brasil.