Nova Turbo Levo SL 2020, leve e ágil, promete voar nas trilhas

Após anos de pesquisa e desenvolvimento, a norte-americana Specialized anuncia hoje um de seus mais importantes lançamentos do ano: a Turbo Levo SL 2020. Trata-se da mountain bike elétrica mais leve e de última geração da marca, que há tempos investe pesado na criação dessas polêmicas supermáquinas para as trilhas.

+ Porque ele trocou o carro por esta bike elétrica
+ Bike elétrica: o guia definitivo

Polêmicas porque, para muita gente, o avanço das e-mtb (mountain bikes elétricas) não passa de jogada de marketing de grandes fabricantes que querem lucrar cada vez mais. Para outros ainda mais ortodoxos, essas bicicletas estariam quase que dessacralizando as trilhas, onde devemos nos mover com a força de nossas próprias pernas. Há ainda a questão do que fazer com as baterias descartadas após sua vida útil — aqui, o meio ambiente leva a pior.

Mountain bikes elétricas são o “mocinho” ou o “bandido” das trilhas? (Foto: Divulgação)

Seja lá como for, a Specialized aposta fortíssimo nesse mercado, inclusive criando seu próprio laboratório de desenvolvimento de softwares, na Suíça. Para chegar à Turbo Levo SL 2020 levaram-se anos de pesquisa, com muitos erros e acertos até atingir o que o modelo oferece hoje.

Vamos aos fatos técnicos:

A nova Turbo Levo SL 2020 pesa interessantes 17,70 kg — pouco para uma bike de montanha com bateria. Para isso, a Specialized teve de se desdobrar para enxugar peso extra, a começar pelo quadro, que de tão esbelto pode ser confundido com uma mountain bike tradicional como a Stumpjumper , à primeira vista.

(A versão mais top, S-Works, é ainda mais leve. Segundo a marca, os pesos variam de acordo com o tamanho e o modelo. A S-Works Levo SL, por exemplo, chega a 17,35Kg para um tamanho grande, enquanto a Comp, mais simples, chega a 19,4Kg, também em tamanho grande.)

Na trilha, isso se reflete em uma bike mais ágil, menos “grandalhona”, que responde bem às curvas sem parecer um tanque de guerra off-road ou uma prima mais distante do enduro. Aqui a sensação é de uma pedalada fluída, como no mountain bikes “à moda antiga” (brincadeirinha nossa).

A ideia dos criadores da Turbo Levo SL é diminuir a distância que separada uma mountain bike comum de uma mountain bike elétrica. Para atingir o objetivo, foi preciso tornar motor e bateria um conjunto bem mais leve que sua “irmã” mais pesada, a Levo, lançada em 2016.

O motor e a bateria da Turbo Levo SL pesam ridículos 3.7 kg (sendo que motor pesa praticamente a metade do da Levo normal, com bateria de 350Wh integrada ao tubo inferior). Para seguir com seu objetivo, foi necessário abrir mão da potência. Enquanto a Levo tradicional produz potência máxima de 565 watts, a nova SL fica em torno de 240 watts.

“Ah, mas isso não a torna uma e-mtb mais fraquinha?”, podem se perguntar alguns. Não, exatamente porque a Levo SL acaba, assim, se comportando quase como uma bike sem motor, tornando a pedalada mais natural e ágil, e agradando quem costume ficar receoso de pedalar uma elétrica.

Essa monstra das trilhas vem com suspensão de curso 150mm tanto na frente quanto atrás.

A Turbo Levo SL é o mais recente lançamento entre as Turbo de Montanha da Specialized, que incluem ainda as Levo e as Kenevo. Fora da terra, a marca também tem a Turbo Creo (Estrada/Gravel) e a Vado/Como (para cidade). Leia mais a Creo clicando aqui.