Por que os atletas estão aderindo ao óleo de canabidiol

O óleo de canabidiol (CBD ) está crescendo em popularidade entre os atletas, que o usam para tudo

óleo de canabidiol
(Foto: Aleksandr_Kravtsov Getty Images)

O óleo de canabidiol (CBD ) está crescendo em popularidade entre os atletas, que o usam para tudo, desde alívio da dor, até recuperação mais rápida de músculos e melhoria do sono.

Agora, novas pesquisas mostram que tomar CBD com alimentos, especialmente alimentos com alto teor de gordura, pode quadruplicar a absorção do CBD. Tomar CBD com refeições equilibradas pode também ajudar na absorção e maximizar sua eficácia.

>> Pare de evitar glúten

O óleo de canabidiol (CBD) tornou-se uma indústria multibilionária, com atletas recreativos sendo responsáveis por grande parte dessa mudança. O motivo: promessa de alívio da dor, recuperação mais rápida, melhor sono e muito mais.

Algumas pessoas reivindicam benefícios notáveis ​​do CBD, enquanto outras consideram os efeitos ilusórios na melhor das hipóteses. Inúmeros fatores influenciam a resposta (ou não) ao CBD, incluindo o tipo que você toma, quanto você toma e até seus genes.

Uma pesquisa recente publicada na revista Epilepsiamostra que a comida que você come junto com o suplemento de CBD pode ter um efeito significativo na quantidade que seu corpo absorve desse composto.

O pequeno estudo incluiu oito adultos, que receberam CBD para convulsões relacionadas à epilepsia (uma condição para a qual o CBD foi aprovado em vários lugares). Na primeira parte do estudo, metade dos voluntários tomou seu CBD pela manhã antes de comer e tomou café da manhã quatro horas depois, enquanto a outra metade se alimentou com alto teor de gordura, contendo cerca de 850 calorias e 52% de gordura. Depois de duas semanas, as mesmas pessoas trocaram de grupo.

A coleta de sangue realizada ao longo do estudo mostrou que os alimentos tiveram um impacto notável na absorção do CBD. Aqueles que se alimentaram com alto teor de gordura pelo café da manhã viram seus níveis máximos de CBD aumentarem 14 vezes, em média, em comparação ao tomar o suplemento em jejum. A quantidade total de CBD que seus corpos absorveram quadruplicou com a refeição matinal com alto teor de gordura.

Os pesquisadores concluíram que o CBD deve ser tomado com alimentos para maximizar sua absorção, e que uma refeição com pouca gordura pode não ter o mesmo efeito de aumento da absorção do que uma com grande teor de gordura.

“O tipo de alimento pode fazer uma grande diferença na quantidade de CBD que é absorvido pelo organismo. Embora os alimentos gordurosos possam aumentar a absorção do CBD, também podem aumentar a variabilidade, pois nem todas as refeições contêm a mesma quantidade de gordura ”, disse Angela Birnbaum, Ph.D., professora da Faculdade de Farmácia e coautora do estudo, em um comunicado à imprensa.

Se você acha que seu CBD parece funcionar melhor algumas vezes do que outros, apesar de tomar a mesma marca e dosagem, pode valer a pena verificar sua dieta e tentar tomar o suplemento com os mesmos tipos de refeições para obter resultados mais consistentes.

No Brasil, o canabidiol pode ser importado seguindo as recomendações da ANVISA. Clique AQUI para saber mais.

Os benefícios do óleo de canabidiol, segundo os usuários

Os advogados do canabidiol dizem que ele ajuda em uma grande variedade de condições, desde ansiedade e insônia até inflamação e náusea. Por causa do funcionamento do sistema endocanabinóide, há pelo menos uma base teórica para essas alegações.

“O sistema endocanabinóide é encontrado em todos os órgãos do corpo e controla muitos processos fisiológicos, incluindo ingestão de alimentos e equilíbrio energético, aprendizado, memória e processamento da dor, para citar alguns”, diz Nicholas DiPatrizio , professor de ciências biomédicas PhD da Riverside School of Medicine, na Califórnia.

“Isso pode afetar tudo, desde emoção, dor, apetite, metabolismo energético, função cerebral, até o sistema imunológico e inflamação”, completa Hector Lopez, consultor da PlusCBD Oil, uma das marcas de óleo de canabidiol mais vendidas no mundo.

Atletas têm preferido fazer uso do canabidiol por ele ser um produto natural – ao contrário do ibuprofeno e de medicamentos prescritos.

Os produtos com altos níveis de THC são mais para o efeito psicoativo, o que pode não ser para todos. Já o uso do CBD é para pessoas mais preocupadas com a saúde. Os produtos com CBD são uma grande parte da rotina diária de atletas – amadores de profissionais. Quase sempre, a justificativa dos usuários é a mesma: o CBD aumenta os níveis de energia, acelera a recuperação de treinos longos trilhas e melhorar significativamente o sono.