Qual a melhor dieta para prevenir diabetes?

Por Danielle Zickl, Bicycling US - Adaptado por Fernanda Rosa

Foto Shutterstock

Para prevenir diabetes tipo 2, sabe-se que uma alimentação saudável ajuda. Mas uma nova pesquisa da Universidade de Harvard, nos EUA, estudou quais tipos de alimentos são os mais eficazes para diminuir o risco da doença.

Aparentemente, apostar nos vegetais é fundamental. Mas essa, então, seria a melhor dieta para prevenir diabetes tipo 2?

A pesquisa, publicada no JAMA Internal Medicine, revisou nove estudos anteriores. Esse material incluía 307.099 pessoas e 23.544 casos de diabetes tipo 2.

Os pesquisadores analisaram os padrões alimentares de todos os participantes. O fator mais importante foi o consumo de alimentos à base de plantas, como frutas, verduras, grãos e legumes versus o consumo de alimentos de origem animal.

5 aplicativos para emagrecer

Etiope quebra recorde mundial nos 15K feminino

Devo lavar o frango antes de cozinha-lo?

A melhor dieta para prevenir diabetes tipo 2

As descobertas? Aqueles que tinham uma dieta baseada principalmente em vegetais foram 23% menos propensos a desenvolver diabetes tipo 2, em comparação com aqueles que comiam mais carne.

De acordo com o coautor do estudo, Frank Qian, existem algumas possíveis razões pelas quais isso possa acontecer.

A primeira, disse ele, tem a ver com o fato de que alimentos vegetais são minimamente processados. Fora que as frutas, vegetais, grãos integrais, legumes, nozes e sementes mostram-se benéficos para o controle de peso a longo prazo.

“Alto peso corporal ou índice de massa corporal alto (IMC) são dois dos fatores de risco mais poderosos para o desenvolvimento de diabetes tipo 2. E as dietas para diabetes baseadas em vegetais parecem especialmente promissoras para a redução da doença. Não apenas para perda de peso a curto prazo, mas também para evitar excesso de ganho de peso a longo prazo”, disse ele à Bicycling US.

A segunda razão, segundo Frank, é que as fontes vegetais de proteína e gordura – especificamente gordura monoinsaturada e poli-insaturada – reduzem a inflamação.

Além disso, elas melhoram a saúde intestinal e equilibram os níveis de glicose e insulina do corpo.

Sem radicalismo

É importante notar que o estudo analisou os benefícios de consumir principalmente alimentos à base de plantas. A palavra-chave aqui é “principalmente”.

“A grande maioria dos participantes incluídos em nossa análise não eram vegetarianos restritos”, disse Frank. “Mesmo aqueles que tiveram maior adesão a um padrão alimentar baseado em vegetais ainda consumiram em média uma a duas porções de alimentos de origem animal por dia.”

No entanto, Frank adverte, assim como comer alimentos saudáveis à base de plantas – como a quinoa no lugar de grãos refinados como biscoitos e arroz -, consumir alimentos saudáveis à base de animais é igualmente importante.

“Seria prudente evitar alimentos de baixa qualidade, especialmente carnes processadas, e não consumir grandes quantidades de carne vermelha. Pois ambas estão relacionadas a um risco elevado de desenvolver diabetes tipo 2”, explica ele.

A conclusão: uma dieta amplamente baseada em vegetais é benéfica e ajuda a prevenir diabetes tipo 2. Mas não há necessidade de virar vegetariano. Você pode incluir quantidades moderadas de alimentos saudáveis à base de animais como, por exemplo, peixes, aves, laticínios e ovos.