Queda quase tira Egan Bernal do Nacional colombiano; veja vídeo

Egan Bernal no pódio depois do Campeonato Nacional Colombiano de 2020 (Imagem: Federación Colombiana de Ciclismo)

Depois de uma queda espetacular durante o Campeonato Nacional Colombiano, Egan Bernal afirma estar pronto para o Tour Colombia 2.1, prova em etapas que o próprio Bernal venceu em 2018. O colombiano vencedor do Tour de France 2019 escorregou lateralmente em uma curva fechada na última hora de prova, na região de Tunja, na Colômbia. O momento foi capturado por fãs e postado em redes sociais. 

Na sua curta carreira, Bernal já teve uma grande quantidade de quedas. Ele não pode competir no Giro d’Italia 2019 ao fraturar a clavícula treinando, e também já passou por cirurgias no nariz e na mandíbula depois de uma queda de cara no chão na Clássica San Sebastián 2018. 

+ Abolir o medidor de potência vai deixar o ciclismo mais emocionante?
+ Pedais inteligentes: a nova geração do Garmin Vector

Desta vez, Bernal parece ter perdido o controle da bike e deslizado de lado, na direção do meio fio. Os ralados na lateral do quadril, lombar e braço esquerdo eram visíveis, mas ele conseguiu subir de novo na bike e entrar de novo na roda do grupo da fuga. 

Apesar da dor, Bernal batalhou pelo pódio e venceu o sprint em segundo lugar, atrás apenas de Sergio Higuita, da EF Pro Cycling. “Foi doloroso. Foi uma queda grande, mas eu estou feliz porque foram só ralados. Nada de fraturas”, disse Bernal.  

Bom começo de temporada

Ele começou bem a temporada de 2020 no Campeonato Nacional Colombiano, terminando em terceiro na prova de contrarrelógio da última sexta-feira. Bernal deu suporte aos colegas da equipe Ineos Iván Sosa e Sebastian Henao na prova de estrada, mas Sosa também caiu feio depois da deslizada de Bernal, obrigando a Ineo a mudar de tática. 

“Sosa tomou a frente com Higuita e sabíamos que tínhamos um bom ciclista à frente da prova. Aí, a estratégia passou a ser controlar o grupo atrás deles”, explicou Bernal. 

“Estávamos confortáveis, então na última volta nós podíamos ver o Higuita. Não sabíamos o que iria acontecer com o Sosa, então o Seb Henao começou a forçar o ritmo para tentar fechar o gap. Nós demos tudo pela medalha de prata. No final, eu não estava me sentindo fantástico por causa da queda, mas consegui dar um sprint e garantir o segundo lugar.”

“Acho que a equipe fez um ótimo trabalho. Eu gostaria que tivéssemos lutado até a vitória, mas fizemos um bom trabalho e eu consegui continuar lutando pelo pódio. É uma coisa boa para mim, que fiz pelos fãs colombianos e pelos meus colegas de equipe. Duas provas, duas vitórias. E estamos prontos para o Tour da Colombia.”

O Tour Tour Colombia 2.1, em seis etapas, começa em 11 de fevereiro, com Bernal liderando a equipe Ineos. Ele venceu a prova em 2018 e terminou em quarto em 2019, atrás de Miguel Ángel López, da Astana.