Triatletas são desclassificadas após cruzarem linha de chegada juntas

A prova era um evento teste para a Tóquio 2020, e valia pontuação no ranking

Georgia (à esq.) e Jessica: Juntas até o fim (Foto: O Asahi Shimbun Getty Images)

As triatletas britânicas Jessica Learmonth e Georgia Taylor-Brown foram as duas primeiras colocadas no Evento Olímpico de Qualificação do Triathlon Mundial de 2019. Mas foram desclassificadas depois de terminarem a prova juntas, de mãos dadas. A disputa aconteceu em Tóquio, no Japão, na quinta-feira, 15 de agosto, e era um evento teste para a Tóquio 2020.

De acordo com as regras da International Triathlon Union (União Internacional de Triathlon), os competidores devem tentar vencer quando estão em uma disputa parelha.

Como consequência, Flora Duffy, uma triatleta das Bermudas, ficou em primeiro lugar no evento.

As condições da prova eram de extremo calor e umidade – algo que já se pode esperar para as Olimpíadas de Tóquio 2020. Tanto que o trecho de corrida de 10 km havia sido reduzido para 5 km.

Mesmo nessas condições, Jessica e Georgia foram as triatletas que dominaram a prova. E quando chegaram ao trecho final, não havia diferença de tempo entre elas.

Foi quando diminuíram o ritmo, deram as mãos e decidiram cruzar a linha de chegada juntas, sem tentarem a vitória.

>> O triatleta que compete com uma barra circular

Embora Jessica tenha cruzado em primeiro, de acordo com o photo finish, ambas foram desclassificadas logo em seguida, já que o livro de regras da ITU diz o seguinte: “Atletas que terminam em uma situação complicada, onde nenhum esforço de vitória seja feito, serão desclassificados”.

“Acredito que apresentamos o nosso esporte da maneira certa, esperançosamente mostrando aos jovens atletas que nem sempre o triathlon é uma briga de cães”, escreveu Jessica Learmonth em um post no Instagram depois da corrida.

Já Georgia foi mais direta: “Às vezes você ganha, às vezes você aprende”, escreveu a triatleta na mesma mídia social. Mas ela ressaltou que, apesar de serem extremamente competitivas, são também amigas.

Apesar de toda a confusão, é bem possível que Jessica e Georgia integrem a equipe britânica de triathlon no ano que vem em Tóquio.

View this post on Instagram

Sometimes you win, sometimes you learn’ . Firstly I want to say WELL DONE to all the girls for yesterday: a change in distance and some hot conditions was going to be challenging but we all accepted the situation, wore big smiles and pushed to the end ☺️⭐️ . Secondly, Thank you to @brittri for their time and efforts to get us to the start line fully prepared 🤩 and to all 4 British girls: 5 in the top 11, that’s kinda cool 🥳 . Lastly, about the race. I have read everyone’s messages and they mean an awful lot to us, so thank you! Yesterday was a test of the course, conditions, procedures, techniques and our bodies & it was always going to be a team effort to get to the finish line safely! We are all extremely competitive and we work hard, but we are also friends out there and look out for each other and that matters more to me than anything else! But I would like to apologise for the upset we caused, it was never our intension. We are simple humans, enjoying what we do & who we do it with 🥰 . 📸 @tzaferes . #TokoyTestEvent #Triathlon #Tokyo

A post shared by Georgia Taylor-Brown (@georgiatb) on