Saiba como assistir à Vuelta a España 2019

Veja como assistir à última Grande Volta da temporada

Vuelta a España

A Vuelta a España (ou Volta da Espanha) 2019 começa neste sábado, 24 de agosto, na província de Alicante, Espanha. E, apesar de o Tour de France ter terminado há menos de um mês, não poderíamos estar mais animados.

Nós amamos a Vuelta. Sim, como o último dos três Grand Tours do ciclismo no calendário, ela sempre serve como uma chance final para os ciclistas que esperam terminar suas temporadas com um bom desempenho ou compensar performances decepcionantes durante o ano. É também uma ótima maneira de se preparar para o Campeonato Mundial, que acontece algumas semanas depois.

Ainda é a Grande Volta mais montanhosa da temporada. A corrida deste ano tem oito subidas, incluindo algumas das mais difíceis da Península Ibérica.

A seguir, separamos tudo o que você precisa saber sobre a Vuelta, juntamente com um resumo dos melhores candidatos para o maillot roja – a camisa vermelha concedida ao líder geral da Vuelta.

Quando

A Vuelta a España 2019 começa neste sábado, 24 de agosto, e termina no domingo, 15 de setembro.

O percurso

A corrida deste ano acontece em 21 etapas, mais dois dias de descanso. No total, serão 3.272 km. Inclui um contrarrelógio por equipes, um contrarrelógio individual e oito chegadas em topo – das quais cinco são inéditas. O percurso também reserva pelo menos seis dias para os velocistas brilharem.

Tudo começa com um contrarrelógio por equipes em torno da cidade de Torrevieja e seus famosos lagos de sal, o primeiro dos três estágios na costa quente e ensolarada da Costa Blanca. O pelotão então segue para o norte, ao longo da costa do Mediterrâneo através de Valência, Teruel, Castellón, Tarragona e, finalmente, Barcelona, ​​com várias classificações em subidas que começarão a moldar a Classificação Geral. O primeiro dia de descanso surge depois de um curto e montanhoso percurso no pequeno principado de Andorra, onde apenas os melhores escaladores brigarão pela vitória.

A segunda semana abre com um contrarrelógio individual de 36Km terminando em Pau, França. Em seguida, a corrida segue para o oeste através da costa norte da Espanha, com uma série de etapas difíceis, que vão de explosivas a incrivelmente montanhosas. Esta é de longe a semana mais difícil da Vuelta, e talvez apenas dois ou três favoritos na classificação geral permaneçam na disputa até o final. Duas etapas duras da montanha decidirão o resultado durante a semana final, antes que a corrida termine com um estágio plano em Madrid.

Como assistir

O canal ESPN Extra transmitirá todas as etapas (não na íntegra). É o jeito mais fácil de se manter atualizado sobre a competição. A transmissão da primeira etapa começa às 13h45 (espn.com.br)  Toda noite, o mesmo canal apresenta uma reprise com os destaques de cada etapa.

Ciclistas favoritos

O britânico Simon Yates, o campeão da Vuelta 2018,venceu duas no Tour de France, mas anunciou recentemente que não retornará à Vuelta para defender seu título este ano. Sua equipe, a Mitchelton-Scott, vai trabalhar para Esteban Chavez, um escalador colombiano que terminou em terceiro na corrida de 2016 e pretende provar ser o ciclista mais forte da equipe na ausência de Yates.

>> Simon Yates e a hegemonia britânica na Vuelta

Com o campeão não largando, consideramos como favoritos Miguel Ángel López, da Astana, que terminou em terceiro no ano passado, e Richard Carapaz, da Movistar, que ganhou o Giro em maio. A Movistar voltará a trazer uma equipe com vários líderes, incluindo Carapaz, Alejandro Valverde e Nairo Quintana. Será interessante ver se o time pode correr tão bem quanto foram ao vencer o Giro, ou tão confuso quanto foram ao perder o Tour de France.

Outros candidatos incluem Steven Kruijswijk, do Jumbo-Visma, que terminou em terceiro lugar no Tour no mês passado, e Rigoberto Urán, da EF Education First, que ficou em sétimo, mas parecia ter terminado na França com um gás a mais.

Fique de olho também em Mark Cavendish, da Dimension Data, que deverá fazer seu primeiro Grand Tour desde seu “DNF” (did not finished) no Tour de France do ano passado. Acompanhe também Tadej Pogačar, que venceu o Tour of California e é considerado um dos maiores jovens talentos do ciclismo.

Acompanhe também no site oficial: lavuelta.es